Do Mais Goiás

Ocupação de UTIs cresce 17% em 2 dias em Aparecida; cenário é melhor que o de março

Crescimento de ocupação nos leitos da rede municipal veio após menor taxa do índice dos últimos meses

UTIs em Aparecida (Foto: Guilherme Cardoso /IBGH)
UTIs em Aparecida (Foto: Guilherme Cardoso /IBGH)

Taxa de ocupação de leitos de UTIs públicas em Aparecida cresce 17% e fica acima de 50%. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pelo município. O crescimento veio após a cidade registrar a menor taxa de ocupação dos últimos meses, quando atingiu a marca de 34% na sexta-feira (30/4). Apesar do crescimento, o número continua menor do que os índices de ocupação registrados no mês de março.

O mês de abril foi o período em que Aparecida de Goiânia conseguiu a maior redução de taxa de ocupação em leitos de UTI da rede municipal. A maior lotação de vagas públicas de UTIs do último mês aconteceu no dia 4 de abril, quando chegou a 85%. No entanto, 26 dias depois, houve uma redução de 51%, quando o índice chegou a menor taxa de ocupação dos últimos meses, 34%.

Acompanhe a oscilação da taxa de ocupação de leitos de UTI no município:

Cenário Verde

O mês de abril registrou uma oscilação de ocupação das vagas de UTIs da rede pública entre 85% e 34%. Uma variação muito maior e mais positiva em relação ao mês de março que foi de 98% a 77%. O mês de maio começou com a matriz de risco leve de transmissão do novo Coronavírus, indicado pelo cenário verde. O cenário verde começou a partir do último domingo (2).

O indicador da Matriz de Risco é decidido a partir de análise técnica dos dados epidemiológicos apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nas reuniões regulares do Comitê de Enfrentamento e Combate à Covid-19 de Aparecida (COE). A taxa de ocupação de UTIs, indicadores de novos casos da doença, óbitos e taxa de isolamento são alguns dos oito indicadores que compõem os relatórios.

Matriz de Risco

É a matriz de risco que dita as regras de flexibilização de atividades econômicas durante o regime de escalonamento regional, modelo de isolamento social adotado pela Administração Municipal de Aparecida. Na matriz de cenário verde a cidade – dividida em dez macrorregiões – fecha as atividades econômicas não essenciais de duas regiões em um dia da semana, de segunda a sexta-feira. Aos sábados e domingos, todas podem funcionar.

Apesar de aumento recente na taxa de ocupação das UTIs da rede municipal de Aparecida, os indicadores de média móvel de mortes e de novos casos de Covid-19 no município apresentam tendência de queda. A Prefeitura de Aparecida de Goiânia informa por meio de nota que a cidade entrou neste domingo (2) no cenário verde, de risco leve. Esclarece que a matriz de risco leva em consideração oito indicadores, sendo a ocupação dos leitos de UTI um deles. Esses indicadores são acompanhados diariamente e avaliados pelo Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19.