Do Mais Goiás

Ocupação de UTIs Covid permanece abaixo de 80% em Goiás

A taxa leva em consideração os leitos específicos para o tratamento da Covid-19 da rede pública e privada

Relatório do TCE aponta mais de R$ 1 bi gastos por Goiás contra a Covid-19
Relatório do TCE aponta mais de R$ 1 bi gastos por Goiás contra a Covid-19 (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

A taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinadas exclusivamente ao tratamento da Covid-19 permanece abaixo de 80%, em Goiás. Na manhã desta quarta-feira (5), 71,67% dos leitos, considerando a rede pública e a privada, estavam ocupados. Em Goiânia, este índice é de 69,81%. Já a ocupação nas enfermarias é de 44,02% no estado e de 53,41% na capital. Os dados são da Secretaria da Saúde (SES-GO).

Conforme informações do painel eletrônico disponibilizado pela pasta estadual, na rede pública de Goiás, a taxa de ocupação é de 79,87% para UTIs e 63,08% para enfermarias. Nos leitos privados em todo o estado, o índice é de 77,14% em unidades de terapia intensiva e 51,56% nas enfermarias.

Já em Goiânia, 58,75% das UTIs e 75% das enfermarias da rede pública estão ocupadas. Na rede privada, a taxa de ocupação é de 77,69% para UTIs e 48,65% para enfermarias.

As taxas de ocupação têm apresentado queda nos últimos dias. Os índices já chegaram a ultrapassar 100% em Goiás na primeira quinzena de março, mês considerado como o pior período da Covid-19 desde o início da pandemia no estado. No último sábado (1), a porcentagem de ocupação de leitos de UTI Covid no estado era de 75,35%.