Obras na Praça do Trabalhador devem terminar no fim de outubro, diz prefeitura

Obras começaram em junho de 2019 com a previsão de entrega em setembro do mesmo ano

Entrega de obras na Praça do Trabalhador é adiada novamente e deve ficar pronta no fim de outubro
Entrega de obras na Praça do Trabalhador é adiada novamente e deve ficar pronta no fim de outubro (Foto: Divulgação/prefeitura de Goiânia)

As obras de revitalização da Praça do Trabalhador, no Setor Norte Ferroviário de Goiânia, devem ser entregues somente no aniversário da capital,  já no fim de outubro, quando completam dois anos e quatro meses de duração. A informação é da prefeitura.

As atividades, começaram em junho de 2019 com a previsão de entrega em setembro do mesmo ano. Já na gestão Rogério Cruz (Republicanos), havia a intenção de finalizar a obra neste mês de julho, porém foram novamente adiadas, mediante problemas apresentados pela Construtora Ventuno, contratada para execução. A Ventuno alega dificuldade econômica para explicar um atraso no cronograma de obras.

Em setembro 2019, a situação da revitalização era de 70,7% pronta. Agora está em 76%, mesmo 9 meses depois. A  partir do momento que as obras forem entregues  já no fim de outubro, o uso da Praça pelos feirantes fica apenas para o ano que vem.

Projeto

No projeto original, entre segunda e sexta-feira haveria um estacionamento na área. Nas quintas, um espaço seria reservado para a Feira da Madrugada e aos sábados e domingos toda a Praça do Trabalhador seria da Feira Hippie, com exceção dos espaços para estacionamentos dos ônibus de turismo, que estão ao redor da praça. Mas, em abril de 2021 a Prefeitura criou um grupo de trabalho para definir como usar a praça.

Em debate estão a quantidade de feirantes no local e a continuidade ou não do projeto inicial que era para 4 mil bancas, mas pode chegar a 5.250. O grupo de trabalho tem até 16 de setembro para apresentar ao prefeito Rogério Cruz, as conclusões.