Segurança pública

Número de homicídios cai 2% em Goiás

O número é referente ao primeiro quadrimestre de 2015





//

Confirmando a tendência observada desde novembro do ano passado e reforçada nos primeiros meses do ano, o primeiro quadrimestre de 2015 deve ser encerrado com redução no número de homicídios em Goiás.

Segundo projeção do Observatório de Segurança da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, com base nos dados contabilizados à meia-noite dessa quinta-feira (30/04), a tendência é de uma queda de cerca de 2% nos registros desse tipo de crime no Estado.

As planilhas completas das ocorrências de homicídios, furtos e roubos de veículos no Estado serão divulgadas no início da próxima semana.

Até a meia-noite de ontem, foram registrados 858 homicídios em território goiano em 2015, diante de 879 no primeiro quadrimestre de 2014. Em relação à taxa por 100 mil habitantes, metodologia utilizada internacionalmente para aferir os indicadores de criminalidade, a queda se aproxima dos 3,8% no período, recuando de 13,66 casos para 13,15 casos por 100 mil habitantes.

GOIÂNIA

Em Goiânia, o número de ocorrências no primeiro quadrimestre ficou, até agora, 2,69% acima do registrado no mesmo período de 2014. De janeiro a abril do ano passado ocorreram 186 homicídios na capital goiana. Até a meia-noite de quinta-feira, foram contabilizados 191 casos no acumulado do ano.

Algumas Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp) da capital, contudo, obtiveram índices mais positivos. São os casos da Aisp Noroeste, Sudoeste e Norte. Na Aisp Noroeste, foram registrados 33 homicídios até a meia-noite de quinta-feira, diante de 39 no mesmo período do ano passado, o que representa uma queda de 15,38%. Já na Aisp Sudoeste, que teve 25 casos até agora (29 no primeiro quadrimestre de 2014), o recuo foi de 13,8%.

O melhor desempenho até agora em Goiânia é o da Aisp Norte, que inclui bairros como o Balneário Meia Ponte e o Jardim Guanabara. Na região, ocorreram 17 homicídios no primeiro quadrimestre do ano, contra 28 no mesmo período de 2014. Isso representa uma queda de 39,29% no ano.

De acordo com o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás, Joaquim Mesquita, esse panorama é natural. Mesquita explica que, nas unidades federativas que obtiveram redução no registro de homicídios, normalmente os indicadores começam a refluir primeiro no interior e, logo em seguida, na capital. O secretário admite que oscilações mensais podem ocorrer, como foi o caso de abril, mas que a análise deve ser feita em períodos mais longos.

VEÍCULOS

Paralelamente à redução no número de homicídios, a SSP-GO registra uma queda consistente nos casos de furto e roubos de veículos no Estado. Em Goiás, o número de roubo de veículos caiu de 3.384 no primeiro quadrimestre de 2014 para 3.028 no mesmo período de 2015, uma diferença de 10%. No caso de furtos, no ano passado foram 2.159 e, no quadro dos primeiros meses deste ano, 1.634, ou 25% a menos.

Em Goiânia, os dados do Observatório de Segurança demonstram que houve redução nos registros de furtos e roubos de veículos em todos os meses do ano no comparativo com os meses correspondentes do ano passado. O mês de abril, inclusive, teve o menor número de veículos furtados na capital desde o início da série histórica, iniciada com a estruturação da Gerência de Análise de Informações pela SSPGO – hoje uma seção vinculada ao Observatório da Segurança. No acumulado do quadrimestre, houve queda de 23% na quantidade de veículos furtados e de 22% na de veículos roubados na capital.