BALANÇO SEMANAL

Número de casos de coronavírus cresce 62,71% em uma semana em Goiás

No entorno de Brasília, crescimento foi de 180%. Goiás tem o pior índice de isolamento social desde março


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 05/06/2020 às 14:35:24


O número de casos confirmados de coronavírus aumentou 62,71% em uma semana no estado de Goiás. É o que mostram os dados publicados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Nesta quinta-feira (4), o acumulado de confirmações chegou a 5.023, contra os 3.087 registrados no dia 28 de maio.

Os dados mostram que a doença está se espalhando com mais velocidade no estado. No último levantamento semanal feito pelo Mais Goiás, que observou os dados publicados entre os dias 21 e 28 de maio, o crescimento havia sido de 43,24%.

O número de óbitos continua crescendo em um percentual menor do que o número de casos. Foram registradas 164 mortes nesta quinta, 49 a mais do que na semana passada. O crescimento foi de 42,60%, maior do que os registrados nos últimos dois levantamentos, quando o aumento foi de 35,29% (entre os dias 21 e 28) e 32,81% (entre os dias 14 e 21). A taxa de letalidade da doença caiu de 3,94% para 3,26% no período.

Explosão de casos no Entorno do DF

Na região do entorno de Brasília foram registrados 675 novos casos entre os dias 28 de maio e 4 de junho. O número de casos da região chegou a 1.050, um crescimento de 180% com relação ao período anterior. Na semana passada, o aumento foi de 37,86%. Houveram ainda 13 óbitos entre os dias analisados, o que representa um aumento de 61,90.

Até o momento a doença já chegou em 16 dos 19 municípios da região, contra 15 do levantamento anterior. A cidade que tem o maio número de casos é Águas Lindas de Goiás, com 277 confirmações. Em seguida vem Valparaíso de Goiás (177), Santo Antônio do Descoberto (134) e Luziânia (98).

Coronavírus nos três maiores municípios

De acordo com os dados, o crescimento de casos em Goiânia está abaixo da média estadual. Na capital foram registrados 511 novos casos no período, o que representa um aumento de 34,69%. Esse aumento foi menor do que o registrado na semana passada (40,41%)

O número de óbitos na cidade registrado nesta quinta foi de 71. Foram 22 mortes em uma semana, o que representa um crescimento de 44,89%. Goiânia continua sendo o epicentro da doença no estado. Entretanto o percentual de casos da capital com relação a Goiás vem caindo. Até esta quinta, Goiânia concentrava 39,49% dos casos, contra 47,71% da semana passada.

Entre os três maiores municípios do estado, Aparecida de Goiânia continua apresentando o maior crescimento. O número de casos confirmados saltou de 342 para 573. Foram 231 confirmações em uma semana, o que representa um aumento de 67,54%. No levantamento anterior o aumento foi de 65,21%. No período houveram quatro novos óbitos e o total agora é de 13 vítimas fatais na cidade.

Mais uma vez a cidade de Anápolis apresentou o menor índice de crescimento com relação às duas outras cidades. O número de casos na cidade saiu de 132 para 179, com um crescimento de 35,60%. O aumento foi maior do que o da última semana (20%). Não foi registrado nenhum óbito no período.

Isolamento social

O estado de Goiás tem o segundo pior índice de isolamento social do país, de acordo com o monitoramento da empresa de georreferenciamento In Loco. Nesta quinta o índice registrado foi de 34,9%. Este é o menor percentual desde o dia 18 de março. A média nacional é de 39,1% e o recomendado pelas autoridades de saúde é de 70%.