Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás

Número de casamentos cai em Goiás, mas cresce em Goiânia, diz IBGE

Segundo levantamento feito pelo instituto, em Goiânia, teve aumento de 1,5% em relação aos casamentos realizados em 2018. Em contramão, casamento entre pessoas do mesmo sexo caiu quanto em Goiás e Goiânia

Números de casamentos cai em Goiás, mas cresce em Goiânia, diz IBGE
Números de casamentos cai em Goiás, mas cresce em Goiânia, diz IBGE

O número de casamentos civis caiu em Goiás, em 2019, segundo a Estatística do Registro Civil feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram 37.369 uniões formalizadas no ano passado, ou seja, 2% a menos do que foram registradas em 2018. Na contramão, na capital, houve o aumento de 1,5% em relação as celebrações realizadas em 2018.

De acordo com a pesquisa, em 2018, Goiás teve 38.131 casamentos e, no ano passado, foram formalizados 37.369. Em Goiânia, 10.794 casais disseram “sim” nos cartórios em 2018. Já em 2019, o encontro de almas foi celebrado 10.957 vezes.

Na capital, também houve aumento de união entre pessoas de sexos diferentes. Enquanto em 2018, 10.708 pessoas trocaram alianças, em 2019, 10.921 celebrações foram formalizadas no ano passado. Isso representa o aumento de 2%.

Porém, Estado e capital registraram queda nos números de casamentos de pessoas do mesmo sexo. Em 2018, 102 casais compostos por homens se uniram em Goiás e apenas 58 celebraram união em 2019. O recuo foi de 43,1%. Já em Goiânia, dos 39 casamentos que foram registrados em 2018, apenas 15 foram celebrados no ano passado. A regressão é de 61,5%.

Já a quantidade de casamentos entre mulheres, especificamente, também recuou. Em 2018, foram 116 uniões formalizadas em Goiás. Já no ano passado, apenas 77 foram realizadas. Em Goiânia, 47 casais disseram “sim”. Já em 2019, as juras de amor foram trocadas apenas 21 vezes.

Idade

A idade também foi objeto de pesquisa do IBGE. Segundo o levantamento, mulheres se casaram mais cedo que o homens: 32,1% das mulheres casadas no ano de 2019 tinham 24 anos ou menos. Nessa mesma faixa etária, apenas 20,4% dos homens se casaram.

Adolescentes e jovens, com idades entre 15 a 19 anos, formaram 3.558 casamentos em Goiás no ano passado. Apenas 955 homens que compõem essa faixa etária se casaram.

No caso de uniões de pessoas do mesmo sexo, as mulheres também se casaram mais cedo: 55,2% delas se casaram com suas companheiras com menos de 30 anos em todo o estado. Enquanto o casamento entre homens com a mesma faixa etária foi consagrado por 37,9% dos entrevistados.

Divórcio

O levantamento também traz que a maioria dos 7.567 divórcios registrados em 2o19, em Goiás, foi consensual. Desse total, 4.577 estavam de acordo em cada um ter um novo recomeço, o que dá um percentual de 60,5%.

Já dos 2.990 não consensuais, 1.731 foi requerido pelo marido e 1.223 foi solicitado pela esposa. Em Goiânia, os maridos foram os que mais pediram divórcio. Dos 1.932 processos, 58,3% forma solicitados por eles enquanto 41,7%  foram pedidos pela esposa.

Tempo médio de casamento reduziu

A pesquisa também contemplou o tempo de casamento entre os goianos de sexo oposto e o resultado foi que diminuiu em uma década. Em 2009, o tempo médio de casamento era de 16,7 anos e, em 2019, passou para 12,4 anos.