Do Mais Goiás

Novos vídeos mostram relação de conflito entre Bernardo e o pai

Gravações de celular feitas por Leandro Boldrini em 2013 revelam provocações e brigas constantes com o menino

//
//

Duas gravações feitas em um celular pelo médico Leandro Boldrini, e que constam do processo judicial da morte do menino, mostram o que parecia ser uma prática do pai de Bernardo e da madrasta, Graciele Ugulini: gravar as brigas e reações do garoto. 

Nos vídeos publicados pelo jornal Zero Hora, Bernardo se mostrava claramente irritado com as gravações.

VÍDEO 1 – 26 de junho de 2013

Leandro Boldrini começa a gravar do celular o filho, que está visivelmente nervoso. Bernardo está no banheiro, com a porta fechada, e se ouvem batidas. Não fica claro se é Leandro ou Bernardo quem está batendo.

Leandro diz: “Abre a porta que eu quero te mostrar uma coisa.”

Bernardo sai do banheiro e responde: “Me dá isso (a imagem mostra ele pegando uma chave, provavelmente das mãos de Leandro)”.

Em seguida, Bernardo vai para cozinha e pega uma faca. O pai, calmamente, diz: “É contigo. Tu tá agindo pelos teus próprios atos. Vai, vamos, Vamos ver se tu é corajoso. Isso aqui vai ser mostrado para quem tu quiser saber. Vamos, machão”.

Bernardo troca a faca pelo facão e, desesperado, pede para o pai parar de gravar do celular. Em mais de uma vez, o pai provoca o filho com frases como: “Faz alguma coisa com essa faca”.

 

VÍDEO 2 – 10 de agosto de 2013

Bernardo está dentro de um roupeiro chorando e alguém, do lado de fora está gravando do celular, possivelmente o pai, Leandro Boldrini.