O retorno

Nostalrius, servidor de WoW conduzido por fãs, vai voltar

Blizzard tirou-o do ar há poucos meses após briga judicial




Depois de várias notificações judiciais, algumas tentativas falhas de acordo, um processo,  muitas ameaças e até alguma multa, o servidor pirata Nostalrius, que rodava World of Warcraft na sua versão baunilha antes de qualquer expansão, foi tirado do ar.

 

Porém, na época, em seus fóruns, os criadores ameaçaram voltar a carga caso a Blizzard não criasse servidores legado, como o Nostalrius, para os jogadores que não queriam migrar. Agora, segundo o Kotaku, o servidor deve voltar, já que a Blizzard não fez nenhum anúncio nesse sentido durante a BlizzCon.

 

O pessoal por trás do servidor anunciu com um vídeo o projeto Elysium que quer trazer o servidor de volta com tudo dentro: incluindo as velhas contas de seus usuários e seus velhos personagens. Depois, eles querem liberar todas as ferramentas e software por trás do projeto para tornar o fã-site uma legião: derrube um, nós colocamos três servidores no lugar.

 

Vários servidores piratas de diversas versões de World of Warcraft funcionam por aí, mas a maioria possui apenas algumas centenas, no máximo alguns milhares de jogadores e fazem de tudo para não chamar atenção, voando abaixo do radar de processos do estúdio.

 

Esse, porém, nunca foi o espírito do Nostalrius, com mais de um milhão de jogadores ativos, bases de fãs em redes sociais e um fórum extremamente ativo de jogadores furiosos. O Kotaku falou com o diretor de World of Warcraft, Ion Hazzikostas, sobre o problema e ele foi diplomático.

 

“É um assunto que ainda estamos discutindo. É algo que se formos fazer, tem que ser no nosso nível de qualidade. É um trabalho muito grande. É como lançar um novo jogo. Se pudéssemos apertar um botão e pronto, ok, mas não é assim. Queremos que as pessoas entendam que não mudamos de ideia sobre isso ainda, mas que ainda não temos o que anunciar”.

 

Ou seja, ele pediu para que os fãs do Nostalrius tenham paciência. Sobre eles, Hazzikostas elogiou: “Adorei nossa reunião. Eu e muitos outros da equipe estamos com World of Warcraft desde o beta, desde o primeiro dia. Vim trabalhar na Blizzard e hoje sou diretor de World of Warcraft por paixão ao jogo antigo e realmente compreendo o amor e a nostalgia destes jogadores. São um grupo incrível de pessoas”.

 

Mesmo assim, tudo indica que se o servidor voltar para o ar, a Blizzard não vai hesitar em tomar medidas legais novamente e insistir para que os fãs tenham paciência.