Histórico

No Serra Dourada, Goiás é eliminado da Sul-Americana após perder para o Brasília

Com a vitória, o Brasília está na próxima fase da Copa Sul-Americana





//

Depois de dois ótimos resultados no Brasileirão, goleadas por 3×0 sobre Vasco e São Paulo, o Goiás decepcionou na Copa Sul-americana e foi surpreendido em pleno Serra Dourada.

O Esmeraldino perdeu por 2 a 0 para o Brasília, gols de André e Morais, e foi eliminado da competição, já que no primeiro jogo havia apenas empatado por 0 a 0. Érik ainda teve uma penalidade desperdiçada.

O JOGO

Precisando da vitória para seguir à diante na Copa Sul-americana, o Goiás começou a partida se impondo e controlando a posse de bola. O time até rondava bem à área adversária, mas tinha muita dificuldade para furar a forte e bem postada retranca do Brasília. Uma única boa chance nos primeiros 15 minutos apareceu aos cinco, quando Bruno Henrique cruzou na marca do pênalti e Érik chegou livre, mas, de cabeça, não conseguiu alcançar a bola.

O cenário foi permanecendo o mesmo, o Goiás tentando e o Brasília se segurando. O time visitante quase não passava do meio campo e somente aos 20 minutos conseguiu uma finaliza. Dedê aproveitou um buraco na defesa esmeraldina, avançou pela direita e bateu no centro do gol. Renan, firme, fez a defesa. Pouco depois, novo susto para o esmeraldino: Paulo Santos cruzou rasteiro, Giba chegou com liberdade mas errou a finalização e mandou para fora.

Da metade para o fim do primeiro tempo já que o Goiás pouco criava e sofria com a falta de contundência, o Brasília cresceu na partida e igualou as ações. Assim, o time da casa passou a se preocupar também com a marcação e diminuiu ainda mais a presença no setor ofensivo, confirmando o 0 a 0 no primeiro tempo.

Na volta para o tempo decisivo, o Goiás voltou com uma substituição ofensiva: saiu o volante Rodrigo para a entrada do atacante Murilo. Mas, quem entrou com tudo foi o Brasília. No primeiro minuto, Anjinho saiu cara a cara com Renan, demorou a chutar e Fred apareceu para atrapalhar a jogada. Renan saiu bem do gol e ficou com a bola. Mas na sequência, o próprio Anjinho foi derrubado a um passo da grande área, por pouco não saiu um pênalti.

E o que parecia questão de tempo, acabou acontecendo aos cinco minutos da etapa final. Em cobrança de escanteio, o zagueiro André apareceu na marca do pênalti para afundar as redes de Renan: 1×0 para o Brasília. A torcida ainda estava atônita quando veio outro duro golpe: Giba avançou pela esquerda, cruzou na grande área e Morais apareceu sozinho para ampliar: 2×0 em pleno Serra Dourada.

O Goiás demorou um bom tempo para reencontrar no jogo, só aos 20 minutos é que o Esmeraldino voltou a dar trabalho. Érik foi lançado e derrubado na grande área, o árbitro Paraguaio Mario Diaz deu a penalidade. O próprio Érik foi para a cobrança e acertou a trave, desperdiçando e melhor chance do time no jogo.

E o Goiás seguiu tentando até o fim, mas sem qualquer tipo de organização e na base do abafa não conseguiu sequer marcar o gol de honra. A torcida foi deixando o Serra Dourada antes mesmo do fim da partida, decepcionada com a eliminação. Com a derrota, o Goiás além de não seguir na competição, perdeu também o prêmio de 150 ml dólares.  

FICHA TÉCNICA
COPA SUL-AMERICANA
GOIÁS 0X2 BRASÍLIA

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 24/08/2015
Horário: 21h15
Árbitro: Mário Diaz de Vivas (PAR)
Auxiliares: Rodiney Aquino (PAR) e Juan Zorrilla (PAR)

Gols: André 5’ 2T (0-1); Morais 9’ 2T (0-2)
Cartões amarelos: Felipe Macedo (Goiás); Marquinhos, Índio e Vitor Hugo (Brasília)

Público pagante: 5.075
Público presente: 5.515
Renda: 43.677,50 reais

GOIÁS: Renan; Gimenez (Lucas Coelho); Felipe Macedo, Fred e Diogo Barbosa; Rodrigo (Murilo), Patrick, David e Liniker (Carlos Eduardo); Bruno Henrique e Érik.
Técnico: Julinho Camargo

BRASÍLIA: Artur; Dedê; André, Índio e Marquinhos (Kléber); Pedro Auyb, Murilo, Paulo Santos (Vítor Hugo) e Anjinho (Fernandinho); Giba e Moraes.
Técnico: Omar Feitosa

Leia mais no Portal 730

Tópicos