Acusações contra Bolsonaro

“Ninguém terá força contra esse mandato”, diz Michelle Bolsonaro em Goiânia

Primeira-dama esteve em Goiânia para o lançamento da Plataforma do Voluntariado. Governador Ronaldo Caiado (DEM) também defendeu Bolsonaro de acusações que classificou como "sem procedência"


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 30/10/2019 às 15:02:12

Em Goiânia para o lançamento da Plataforma do Voluntariado, daOVG, a primeira-dama do Brasil Michelle Bolsonaro relembrou o ataque a Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial de 2018 e afirmou que calúnias vão cair por terra (Foto: Divulgação: Assessoria do Governo de Goiás)
Em Goiânia para o lançamento da Plataforma do Voluntariado, daOVG, a primeira-dama do Brasil Michelle Bolsonaro relembrou o ataque a Jair Bolsonaro durante a campanha presidencial de 2018 e afirmou que calúnias vão cair por terra (Foto: Divulgação: Assessoria do Governo de Goiás)

Em Goiânia, a primeira-dama do Brasil Michelle Bolsonaro afirmou que “Ninguém terá força contra esse mandato”, em uma referência ao marido, Jair Bolsonaro (PSL). Ela ainda disse que calúnias vão cair por terra. Declaração foi feita um dia após reportagem do Jornal Nacional ligar o presidente às investigações da morte da vereadora Marielle Franco. Michelle participou do lançamento da Plataforma do Voluntariado, da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), realizado na sede da Organização, na manhã desta quarta-feira (3). Ela deixou o evento sem falar com a imprensa.

Durante o pronunciamento, a primeira-dama disse que acredita na atuação de Deus na vida dela. “Ele sempre esteve presente, nos mostrou isso no momento do atentado (ao presidente) e nos fortaleceu”. E acrescentou: “Ninguém terá força contra esse mandato. O mal não terá força contra nossas vidas. O mal não terá força contra o povo brasileiro”.

Governador Ronaldo Caiado (DEM) também defendeu Bolsonaro das acusações, que disse serem “sem procedência“. A primeira-dama contou que “caiu de paraquedas” no posto. De acordo com ela, não é uma missão fácil e que há diversas calúnias e difamações. No entanto, ela crê “que o Senhor está frente a todas as coisas e essas calúnias irão cair por terra”.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em

Em defesa de Bolsonaro

Caiado também saiu em defesa do líder do executivo federal sobre a reportagem do Jornal Nacional. “Não podemos admitir que acusações sem a menor procedência, sem a menor sustentação, sejam lançadas com o único objetivo de desestabilizar e tentar clima em um momento em que estamos tentando recuperar o país de tantos desmontes”, afirmou.

Caiado disse, ainda, que é preciso exigir cuidado dos veículos de comunicação ao levantar questionamentos sobre o comportamento das pessoas, especialmente o presidente da República.

“O processo segue em sigilo e foi quebrado enquanto ele está no exterior. Não tenho dúvida. Isso é montado para tentar que podem reverter o processo que a população toda já se posicionou a favor das mudanças que estão sendo feitas”.

 

O democrata disse que o presidente tem tratado Goiás de forma “extremamente carinhosa”. “Nenhum Estado recebeu tanto a visita do presidente quanto Goiás”.E anunciou a vinda de Bolsonaro a Goiás pela 6º vez, no próximo dia 8 de novembro.

“Nós reconstruiremos Goiás e o presidente reconstruirá o Brasil. Vamos mostrar que o país terá uma vida digna para as pessoas mais carentes e mais humildes. Podemos falar isso porque não usamos a miséria e pobreza das pessoas para chegarmos às nossas posições”.