Estadao Conteúdo

Neymar e Marlone estão entre os 10 finalistas ao Prêmio Puskas de gol mais bonito

A Fifa selecionou o gol de Neymar na vitória contra o Villarreal por 3 a 0, no dia 8 de novembro de 2015, pelo Campeonato Espanhol.

Neymar e Marlone são os representantes do Brasil no Prêmio Puskas, concedido pela Fifa ao gol eleito o mais bonito da temporada. A lista com os dez finalistas foi divulgada nesta segunda-feira. O atual vencedor é o brasileiro Wendell Lira, que fez um golaço pelo Goianésia e desbancou Lionel Messi no ano passado.

A Fifa selecionou o gol de Neymar na vitória contra o Villarreal por 3 a 0, no dia 8 de novembro de 2015, pelo Campeonato Espanhol. Na jogada, o atacante do Barcelona recebe passe de Suárez na área e, de costas para Jaume Costa, dá um chapéu no lateral antes de girar o corpo e finalizar de primeira. Foi a quinta indicação do brasileiro ao Puskas, prêmio que faturou em 2011.

Já o corintiano Marlone entrou na disputa pelo gol marcado na goleada sobre o Cobresal por 6 a 0, pela fase de grupos da Copa Libertadores, no dia 21 de abril deste ano, no Itaquerão. Após cruzamento de Edilson da direita, o meia dominou no peito e acertou um sem-pulo da entrada da área.

A escolha será feita pelos internautas pelo site da Fifa até o dia 2 de dezembro, quando os três finalistas serão divulgados. Na sequência, uma nova votação irá determinar o vencedor do Puskas, que receberá o prêmio em Zurique, na Suíça, em 9 de janeiro de 2017, na festa de gala da Fifa onde também será eleito o melhor jogador do mundo de 2016. A votação se encerrará durante o evento.

Confira abaixo os gols que disputam o Prêmio Puskas:

Neymar, do Barcelona em partida contra o Villarreal, pelo Campeonato Espanhol, em 8 de novembro de 2015

Marlone, do Corinthians em partida contra o Cobresal, pela Copa Libertadores, em 21 de abril de 2016

Lionel Messi, da Argentina, em partida contra os Estados Unidos pela Copa América Centenário, em 21 de junho de 2016

Mario Gaspar, da Espanha em amistoso a Inglaterra, em 13 de novembro de 2015

Hlompho Kekana, da África do Sul, em partida contra Camarões pela eliminatória da Copa das Nações Africanas, em 26 de março de 2016

Hal Robson-Kanu, do País de Gales, em partida contra Bélgica, pela Eurocopa, em 1º de julho de 2016

Saúl Ñíguez, do Atlético de Madrid, em partida contra o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões, em 27 de abril de 2016

Daniuska Rodríguez, da Venezuela, em partida contra a Colômbia pelo sul-americano feminino sub-17, em 14 de março de 2016

Simon Skrabb, do Atvidaberg, em partida contra o Gefle pelo Campeonato Sueco, em 31 de outubro de 2015

Mohd Faiz Subri, do Pulai Pinang, contra o Pahang pela Superliga da Malásia, em 16 de fevereiro de 2016