Eleições 2016

“Não vou sair da política por causa de uma derrota”, afirma Vanderlan Cardoso

Pessebista garantiu que a derrota não lhe tirou o gosto pela política




Candidato derrotado à Prefeitura de Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSB) esteve em seu comitê eleitoral localizado na Avenida Jamel Cecilio, em Goiânia, cerca de 40 minutos após o fim da apuração. Ao ser questionado sobre os próximos planos, Vanderlan garantiu que a derrota para Iris Rezende (PMDB) não lhe tirou o gosto pela política. “Eu sou um político e não vou sair por causa de uma derrota”, afirmou.

Entretanto, Vanderlan evitou falar sobre planos concretos para 2018 por “ainda ser muito cedo”. Ele apenas afirmou que vai continuar conversando com as pessoas que teve oportunidade de trabalhar nesta eleição e agradeceu o apoio do governador Marconi Perillo (PSDB). Vanderlan disse ainda que considera a campanha vitoriosa, mesmo sem ter alcançado o cargo de chefe do executivo municipal. “Recebi quase 43% dos votos, mais de 270 mil goianienses confiaram em mim. Em meio a uma abstenção enorme e pesquisas tendenciosas, considero que tivemos uma campanha vencedora”, avaliou Vanderlan.

Citado por Vanderlan como parte fundamental da campanha, Thiago Albernaz (PSDB) agradeceu a oportunidade de participar do processo eleitoral. “Estou feliz com as conquistas que tivemos e os amigos que encontramos. Agora entendemos melhor as vontades do eleitor e podemos trabalhar melhor por elas”, afirmou o candidato a vice e atual vereador por Goiânia, que também evitou falar sobre a próxima eleição e projetos futuros.

O vice-governador, José Eliton, também esteve no local e afirmou que a campanha mostrou a capacidade de articulação dos partidos da base e negou que o governo tenha se afastado nas últimas semanas. “O Vanderlan fez uma campanha belíssima e propositiva. Nós indicamos o vice-prefeito e trabalhamos juntos em tudo que pudemos”, afirmou Eliton.