Na próxima semana, Rodrigo Maia debate a Reforma da Previdência em Goiânia

Desde o governo de Michel Temer (MDB), Maia busca a aprovação da Reforma da Previdência


Bárbara Zaiden
Do Mais Goiás | Em: 15/05/2019 às 18:01:25

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados em Brasília, Rodrigo Maia (DEM), vem a Goiânia na próxima segunda-feira (20), discutir sobre a Reforma da Previdência. O evento para ocorre na Casa da Indústria, às 19h, e é organizado pelo Fórum de Entidades Empresariais e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – seccional Goiás.

Esta semana o deputado federal esteve em Nova York, em um  debate com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Ele teria afirmado que as mudanças no sistema previdenciário brasileiro não são necessárias para, sozinhas, resolverem os problemas sociais de desemprego e desigualdade no País. As informações são da Folha de S. Paulo e do Estadão.

“A Previdência sozinha não vai resolver o nosso problema de crescimento, de geração de emprego, isso está sendo muito propagado no Brasil. Eu parei de fazer isso há 30 ou 40 dias quando percebi que estava errando. Não haverá, no dia seguinte [à aprovação da reforma] o que nós esperamos de resultado”, disse Maia, segundo a Folha de S Paulo.

Desde o governo de Michel Temer (MDB), Maia busca a aprovação da Reforma da Previdência. Segundo o Estadão, Maia defendeu que seja feita uma abrangente e simplificadora reforma tributária após a aprovação da reforma da Previdência Social no Congresso. “Sabemos o tamanho da crise fiscal e social e não vamos fugir da nossa responsabilidade”.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, afirma que é urgente envolver a população na discussão, principalmente por impactar na sustentabilidade financeira do País para as futuras gerações.

Uma pesquisa do Ibope, encomendada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), foi divulgada na quarta-feira (8). Os dados apontam que 59% dos entrevistados concordam que é preciso fazer uma reforma na Previdência. Contudo, apenas 36% dos entrevistados disseram conhecer a proposta. Apenas 6% disseram ter amplo conhecimento dela e 23% não sabem que o governo apresentou uma proposta.

A palestra será transmitida ao vivo no canal do Youtube do Sistema Fieg.