Copa do Mundo

Na prorrogação, França vence Brasil por 2 a 1 e avança na Copa do Mundo

Time francês aguarda a definição do adversário na próxima fase do mata-mata: Estados Unidos ou Espanha, que se enfrentam nesta segunda-feira (24), às 13h


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 23/06/2019 às 18:58:18

(Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)
(Foto: REUTERS/Lucy Nicholson)

Na prorrogação, a França venceu o Brasil por 2 x 1 e está nas quartas de final da Copa do Mundo. Com o resultado, a Seleção brasileira está eliminada do torneio. Agora, o time francês aguarda a definição do adversário na próxima fase do mata-mata: Estados Unidos ou Espanha, que se enfrentam nesta segunda-feira (24), às 13h.

A França saiu na frente aos seis minutos do segundo tempo. Diani passou por Tamires pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou por Barbara e Gauvin, na pequena área, empurra para o gol.

Em resposta, o Brasil avançou pela esquerda com Debinha. No cruzamento, a bola sobrou para Thaisa, que finalizou de canhota e marcou, mas a auxiliar assinalou impedimento de Debinha no início do lance. Após revisar o lance, a árbitra confirmou o gol do Brasil.

O final do segundo tempo continuou intenso, mas o jogo ainda terminou empatado e foi para a prorrogação. No primeiro minuto do tempo extra, a volante Henry apareceu nas costas da defesa e esticou o pé para fazer o gol que garantiu a França nas quartas de final.

A Seleção atuou com seu trio de veteranas – a volante Formiga, que cumpriu suspensão na vitória em cima da Itália, a meia Marta e a atacante Cristiane – como titulares. O técnico Vadão escalou o time para começar da seguinte forma: Bárbara; Letícia, Kathellen, Mônica e Tamires; Formiga, Thaísa e Marta; Ludmilla, Cristiane e Debinha.

A França, comandada pela treinadora Corinne Diacre, iniciou com: Bouhaddi; Torrent, Mbock Bathy, Renard e Majri; Diani, Henry, Bussaglia e Asseyi; Gauvin e Le Sommer.

A arbitragem ficou por conta de Marie-Soleil Beaudoin (Canadá), auxiliada por Princess Brown (Jamaica) e Stephanie-Dale Yee Sing (Jamaica). A arbitragem de vídeo foi do italiano Massimiliano Irrati.