Estadao Conteúdo

Na Argentina, Fernández tem 48,1% e Macri, 40,4%, com 98% da apuração

Pelas regras eleitorais do país, se um candidato obtiver mais de 45% dos votos, não há necessidade de segundo turno

Após eleição de Fernández, Banco Central da Argentina anuncia limite de compra de dólares
Alberto Fernández e Cristina Kirchner, novo presidente e vice da Argentina
O peronista Alberto Fernández venceu as eleições presidenciais na Argentina em primeiro turno com 48,1% dos votos O atual presidente, Mauricio Macri, obteve 40,4% da preferência eleitoral. Pelas regras eleitorais do país, se um candidato obtiver mais de 45% dos votos, não há necessidade de segundo turno.

Os dados são da autoridade eleitoral argentina e refletem o momento em que 98% das urnas já haviam sido apuradas, na madrugada desta segunda-feira, 28.

No domingo, 27, à noite, ainda no início da apuração, Macri reconheceu a vitória do rival, que tem como vice a ex-presidente Cristina Kirchner.