Cidades

Mulher que propôs ação contra a Claro é condenada por má-fé

A sentença determinou a condenação de multa, no valor de 5% sobre o valor da causa, e o pagamento das custas processuais e honorários advocatícios, fixados em R$ 1 mil

Do Mais Goiás | Postado em: 28/09/2017 às 11:56:36
Mulher que propôs ação contra a Claro é condenada por má-fé
Juiz acredita que não existe a necessidade da mudança de sexo para mudar o nome (Foto: Reprodução)


Compartilhe

Palavras Chave: condenação Claro Justiça


Compartilhe