DETIDA

Mulher que ateou fogo em companheira é presa após vítima acordar do coma, no DF

Suspeita tinha dado nome falso e mentido, dizendo que a namorada não tinha familiares. Vítima precisou passar por diversas cirurgias


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 19/09/2020 às 11:30:04

(Foto: Divulgação PC)
(Foto: Divulgação PC)

Na última sexta-feira (18) uma mulher que ateou fogo na companheira por ciúmes foi presa após a vítima acordar do coma. Segundo a Polícia Civil (PC), a prisão ocorreu após a vítima conseguir, ainda de dentro do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), entrar em contato com familiares.

De acordo com a corporação, no intuito de evitar que alguma suspeita fosse levantada, a suspeita passou nome falso e afirmou que a namorada não tinha familiares.

A autora passou cerca de um mês mantendo a mentira, dizendo apenas que havia acontecido uma acidente. Como a vítima estava em estado grave e passou por diversas cirurgias, ainda não tinha condições de contar os verdadeiros fatos.

Ao acordar do coma, a vítima entrou em contato com a irmã, que acionou a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Planaltina de Goiás, município a 262 quilômetros de Goiânia, onde a vítima morava. O delegado titular do Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Formosa, José Antônio Machado Sena, pediu a prisão preventiva da autora.

Segundo caso

Outro caso parecido aconteceu no mês passado, também no DF. Um homem foi preso após usar álcool em gel para atear fogo na companheira. A vítima precisou ser internada, com queimaduras graves nas costas e na barriga. O indivíduo já tinha passagem por crime contra a Lei Maria da Penha em outro relacionamento.

*Com informações do Metrópoles