Migrou do tráfico

Mulher presa após namorado trocar tiros com PMs integra quadrilha de roubo a veículos

Após o confronto, dois carros roubados e munições de calibre restrito foram apreendidos. Irmão de Bruna Kaelly está sendo procurado


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 07/08/2019 às 12:45:13

(Foto: divulgação/PC)
(Foto: divulgação/PC)

A mulher de 28 anos que na segunda-feira (5) estava em um veículo roubado junto com um homem que morreu após troca de tiros com policiais militares em Aparecida de Goiânia faz parte de uma quadrilha que rouba veículos em Goiás. A afirmação foi feita pela titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegada Mayana Rezende.

Bruna Kaelly Leite da Silva e seu namorado Marco Túlio Marçal Carvalho, de 30 anos, foram perseguidos por militares da Companhia de Policiamento Especial (CPE) de Aparecida de Goiânia no momento em que trafegavam em um veículo VW Voyage roubado pelo Setor Buriti Sereno. Após intensa troca de tiros, Marco Túlio, que estava armado com um revólver calibre 38 morreu e Bruna Kaelly acabou presa.

Namorado de Bruna, Marco Túlio, morreu em confronto com PMs (Foto: divulgação/PC)

Ao tomarem conhecimento do confronto, agentes da Deic apreenderam, na casa onde o casal vivia, no Residencial Caraíbas, em Aparecida de Goiânia, um Fiat Siena roubado, munições de calibre 9mm, uma capa de colete balístico, um cinto tático, e duas placas de veículos. “Tanto o Marco Túlio quanto a Bruna Kaellyy possuem inúmeras passagens pela polícia, mas o que nós constatamos é que ela migrou, do tráfico de drogas e do estelionato para o roubo de veículos”, pontuou a delegada Mayana Rezende.

Bruna Kaelly, ainda segundo a titular da Deic, também teria cometido alguns roubos junto com um irmão, cujo nome e idade não foram divulgados. Eles responderão por associação criminosa, receptação e porte de arma de fogo.

Arma apreendida com o suspeito (Foto: divulgação/PC)