Do Mais Goiás

Mulher não consegue vacinar o pai, danifica doses e ameaça profissionais de saúde

Segundo a delegada, o pai da suspeita não pôde receber a vacina, pois naquele dia era aplicado apenas a segunda dose contra Covid

Mulher é presa após danificar vacinas contra Covid e ameaçar profissionais da Saúde com faca, em Divinópolis (Foto: reprodução - TV Anhanguera)
Mulher é presa após danificar vacinas contra Covid e ameaçar profissionais da Saúde com faca, em Divinópolis (Foto: reprodução - TV Anhanguera)

Uma mulher foi presa suspeita de danificar vacinas contra a Covid e ameaçar profissionais da Saúde com uma faca, em Divinópolis de Goiás, cidade localizada no Norte do estado. O caso ocorreu no último sábado (12), após a mulher não conseguir vacinar o pai dela. Um vídeo flagrou o momento de toda a confusão. A Polícia Civil investiga o ocorrido.

A gravação mostra a mulher nervosa após os profissionais explicarem que, naquele dia, não era realizada a aplicação da primeira dose, mas sim o reforço do imunizante. Por causa disso, o idoso teria que voltar na próxima terça-feira (14).

Depois de ouvir a explicação, a mulher joga no chão uma caixa térmica onde estavam doses da vacina e seringas. De acordo com a Prefeitura de Divinópolis, cerca de 30 doses da vacina contra a Covid foram danificadas.

As imagens mostram quando um homem que estava no local tenta imobilizar a mulher. Neste momento, a suspeita tira uma faca que estava escondida nos seios e passa a ameaçar os profissionais. Diversas pessoas que estavam no espaço começam a correr.

Mulher foi presa após danificar doses e ameaçar profissionais da Saúde com faca

Os moradores que estavam no local chamaram a Polícia Militar, que realizou a prisão da mulher em flagrante. Ela foi encaminhada para a delegacia de Posse.

Segundo a delegada Lucilene Guimarães, a suspeita contou que se exaltou pelo fato do pai dela não ter sido vacinado. “Com isso, perdeu a cabeça, ameaçou os funcionários e danificou bens pertencentes ao município”, destaca.

A investigadora conta que a mulher responderá por dano a pertences do município e desacato a servidores públicos. Já o crime de ameaça ainda não foi qualificado pelo fato de precisar das representações das vítimas. “As vítimas poderão vir na segunda-feira caso queiram representar contra a mulher”, destaca

A delegada aponta que a mulher encontra-se à disposição do Poder Judiciário e que não foi imputada a fiança já que a pena dos dois crimes ultrapassa quatro anos.

Luciane disse que a mulher confessou que já respondeu por um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por calúnia e, por esse motivo, cumpriu serviços comunitários. A mulher ainda não contava com advogado até este domingo (12).

 

doses perdidas da vacina contra Covid

Mulher é presa após danificar vacinas contra Covid e ameaçar profissionais da Saúde com faca, em Divinópolis (Foto: reprodução – TV Anhanguera)