Do Mais Goiás

Mulher morre eletrocutada dentro de shopping, em Goiânia

Ela encostou em ponto energizado ainda não identificado da área de recreação do estabelecimento

Uma funcionária da loja Sweet Play, localizada no Shopping Portal, na Avenida Perimetral Norte, no Bairro Capuava, em Goiânia, morreu eletrocutada na noite deste sábado (23/7) dentro do estabelecimento.

As causas da morte ainda não estão claras. No entanto, de acordo com o Corpo de Bombeiros, Lídia Alves dos Santos Brito, de 19 anos, a provável causa da morte seria eletrocutamento. Ela teria tocado em algum ponto energizado, ainda não identificado, quando recebeu a descarga elétrica.

A Brigada de Salvamento do shopping tentou socorrê-la, sem sucesso. Ela faleceu antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

O corpo da vítima estava na manhã deste domingo (24/7) aguardando liberação no Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil investigará o caso.

Segundo a assessoria de imprensa do shopping, a loja onde o acidente aconteceu foi interditada e permanecerá fechada até que as causas sejam apuradas. “O shopping lamenta a fatalidade e informa que está prestando toda assistência à família da vítima”, diz nota emitida. Apesar disso, o shopping funcionará normalmente neste domingo (24).

Já a loja Sweet Play, onde o caso aconteceu, afirmou por nota que todos os equipamentos e controles de segurança do estabelecimento estavam em perfeito funcionamento e que todas as manutenções e laudos necessários para a operação haviam sido feitos, em 22 de junho de 2016, respeitando os prazos dos órgãos competentes. A empresa ressaltou que está apoiando as investigações e se coloca à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos necessários. “Com seu histórico profissional e responsabilidade que conduz seus negócios a empresa está determinada e obcecada por encontrar as respostas para o acidente”, diz o texto.

Confira a nota na íntegra:

A Sweet Play, faz parte de um grupo com 30 anos de atuação no mercado nacional no ramo de parques de diversões em mais de 20 operações em vários estados brasileiros, está consternada com a fatalidade envolvendo sua funcionária, que, infelizmente, acabou falecendo.

Com seu histórico profissional e responsabilidade que conduz seus negócios a empresa está determinada e obcecada por encontrar as respostas para o acidente. Até amanhã uma equipe de peritos especialistas em segurança de parque, contratada pela empresa, vai chegar a Goiânia para fazer a análise do acidente e no sistema que opera o carrinho de bate-bate, o mesmo que é usado no mundo todo.

A operação da Sweet Play foi aprovada pelo CREA/CONFEA há cerca de 1 mês.

Todos os equipamentos e controles de segurança estavam em perfeito funcionamento e todas as manutenções e laudos necessários para a operação haviam sido feitos, em 22 de junho de 2016, respeitando os prazos dos órgãos competentes. 

Todas as operações da empresa no Brasil seguem normas de segurança para parques da ABNT. A Sweet Play é associado à IAAPA – International Association Amusement Parks and Attractions ( associação mundial de parques de diversões) e à ADIBRA, associação das empresas de parques de diversões.

A empresa está à disposição dos órgãos competentes, para colaborar com a investigação do caso e aguarda o resultado dos exames médicos para verificar a real causa mortis. A Sweet Play já está prestando toda assistência à família e vai buscar obstinadamente uma explicação para esta terrível fatalidade.

 

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal www.EMAISGOIAS.com.br pelo WhatsApp (62) 98272-3896 ou entre em contato pelo (62) 3259-6500