Mulher é presa suspeita de vender a filha por R$ 200 para comprar droga no RJ

De acordo com polícia, venda ocorreu no ano passado e mulher ainda teria parcelado o pagamento em duas vezes

De acordo com polícia, venda ocorreu no ano passado e mulher ainda teria parcelado o pagamento em duas vezes
De acordo com polícia, venda ocorreu no ano passado e mulher ainda teria parcelado o pagamento em duas vezes (Foto: divulgação/ PC)

Uma mulher foi presa suspeita de vender a própria filha por R$ 200 e ainda parcelar o pagamento em São Pedro da Aldeia, região dos Lagos no Rio de Janeiro (RJ). De acordo com a polícia, Marilza Medeiros da Conceição confessou que tomou tal atitude para comprar drogas com o dinheiro arrecadado. De acordo com o delegado Milton Siqueira Júnior, a mulher presa tem 10 filhos e é investigada por ter vendido outros sete.

A menina foi vendida quando tinha um mês de vida, em abril de 2020, a um casal que mora em Saquarema, a 54 quilômetros da cidade. A criança foi resgatada pelo Conselho Tutelar ainda no ano passado e ficou aos cuidados da Justiça.

A mãe foi presa na última terça-feira (27) após a Justiça conceder um mandado de prisão preventiva por promover ou efetivar a entrega de filho a terceiro, mediante pagamento ou recompensa. O crime é previsto no artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Na época do resgate, Elisângela da Silva Pacheco, mulher que comprou a criança, foi ouvida pela polícia e foi liberada, podendo responder em liberdade como coautora do crime. O juiz da 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, Márcio da Costa Dantas, determinou que ela terá que prestar serviços à comunidade durante seis meses e pagar multa de três salários mínimos.

Marilza foi encaminhada ao sistema de prisional da capital.

*Com informações do G1 e IstoÉ!