Golpe

Mulher é presa suspeita de pegar R$ 31 mil em golpe ‘Boa noite, Cinderela’

Segundo imagens de câmeras de monitoramento, feitas no dia do crime, a jovem, que trabalha como vendedora, flerta com a vítima, um executivo baiano de 36 anos, durante uma balada


FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress | Em: 12/11/2019 às 00:27:13


Uma mulher de 23 anos foi presa, por volta das 6h desta segunda-feira, suspeita de aplicar o golpe “boa noite, Cinderela”. Ela estava em casa, na zona leste da capital paulista. Uma das vítimas teria sido dopada em um casa noturna da Vila Olímpia (zona sul) e perdido R$ 31 mil na ação ocorrida há cerca de 45 dias. A polícia investiga mais seis pessoas que estariam envolvidas no crime.

Segundo imagens de câmeras de monitoramento, feitas no dia do crime, a jovem, que trabalha como vendedora, flerta com a vítima, um executivo baiano de 36 anos, durante uma balada. A ação mostra a mulher oferendo um copo de bebida ao homem, que aos poucos começa cambalear. Segundo o Delegado Roberto Monteiro de Andrade Júnior, ela finge beber do mesmo copo.

“Ela [acusada] nega que tenha colocado alguma droga na bebida. Ela nos disse que fez a vítima beber bastante tequila, até ficar vulnerável”, afirmou o policial.

O executivo e a vendedora permaneceram na casa noturna por cerca de uma hora. Uma câmera do lado externo registrou a vítima saindo com dificuldade, amparada pela mulher, indicando que estaria dopada.

O delegado Fábio Daré disse que, após sair da balada, a acusada teve acesso ao aplicativo de banco no celular do executivo. Ela teria feito um empréstimo consignado de R$ 31 mil, valor que foi distribuído em seis contas bancárias de supostos comparsas no golpe.

Após limpar a conta da vítima, a vendedora teria levado o executivo até a região da avenida paulista (centro da capital) e o deixou desacordado, em um ponto de ônibus. “A vítima nos relatou que quando despertou não sabia onde estava e nem como chegou ao local”, afirmou o delegado Andrade Júnior.

Após o caso ser registrado na polícia, a 1ª Delegacia Seccional começou a investigar a suspeita, com base nas imagens. Com a identificação dela e de mais suspeitos, um mandado de prisão e mais seis de busca e apreensão foram cumpridos pela polícia nesta segunda.

Os seis supostos comparsas da vendedora prestaram depoimento e, segundo a polícia, afirmaram ter recebido parte do dinheiro desviado pela vendedora em troca de um percentual nos valores, que não foi informado. Eles respondem às acusações em liberdade.

No momento da prisão, segundo a polícia, o companheiro da jovem afirmou que não tinha a menor ideia de que a mulher cometia esse tipo de golpe. E que ela saía enquanto ele trabalhava como motorista de aplicativo.

A vendedora está presa em cumprimento a um mandado de prisão temporária de cinco dias, acusada de roubo circunstanciado. A polícia pretende pedir a prisão preventiva dela, além de investigar o eventual envolvimento da mulher em outros golpes semelhantes.

A polícia registrou 28 golpes de “boa noite, Cinderela”, somente na região central da cidade de São Paulo.