Anápolis

Mulher é presa após abortar e jogar corpo do filho de oito meses em mata

Em vídeo gravado pela PM, suspeita alega que não teria condições financeiras nem psicológicas para criar a criança




O corpo de um bebê já completamente formado foi encontrado em uma mata em Anápolis no último domingo (30) e o caso gerou revolta entre os moradores e policiais qda região. Pouco mais de um dia após a localização do cadáver, a Polícia Militar prendeu uma mulher que confessou ter abortado o filho.

O corpo da criança, que segundo a própria suspeita já tinha oito meses de gestação, foi encontrado na manhã de domingo (30) em uma mata no Jardim dos Ipês. “Pela crueldade e também pela comoção que causou na cidade eu determinei que meus policiais conversassem com pessoas da região para que pudéssemos tentar identificar quem seria o autor ou autora daquele crime bárbaro, e felizmente no início da noite desta segunda-feira (31) conseguimos capturar uma mulher que confessou friamente como matou o próprio filho”, destacou o Coronel Urzeda, comandante da PM em Anápolis.

Localizada no Jardim das Américas 3ª etapa, Késia Alves de Souza de apenas 18 anos confessou, em um vídeo gravado pela PM, como abortou o próprio filho. A suspeita relata que conseguiu tirar a criança após ingerir medicação no último dia 24 de outubro, e que então o abandonou na mata. Késia, segundo a PM, alegou que decidiu matar o filho porque não teria condições financeiras nem psicológicas para cuidar dele, uma vez que é mãe solteira.

Como as buscas começaram no dia em que o feto foi encontrado, a suspeita foi autuada na Central de Flagrantes de Anápolis por Infanticídio, crime que tem pena prevista de dois a até seis anos de reclusão.