Feminicídio

Mulher é morta a tiros em distribuidora de bebidas, em Aparecida de Goiânia

Cristiene Silva e Sousa, de 41 anos, estava acompanhada de uma amiga. Testemunhas relataram que o suspeito é o ex-namorado da vítima


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 15/03/2019 às 10:30:54

Cristiene Silva e Sousa, 41 anos, assassinada em distribuidora de bebidas(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)
Cristiene Silva e Sousa, 41 anos, assassinada em distribuidora de bebidas(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Uma mulher de 41 anos foi morta a tiros em uma distribuidora de bebidas, na noite desta quinta-feira (14), no Parque das Nações, em Aparecida de Goiânia. De acordo com relatos de testemunhas, o suspeito de cometer o crime, é o ex-namorado da vítima.

Familiares de Cristiene Silva e Sousa relataram para a Polícia Civil (PC) que ela gostava de sair para se divertir com as amigas, e que na noite desta quinta-feira (14) ela teria ido com uma amiga para uma distribuidora que fica próximo ao local onde moravam.

Segundo testemunhas, enquanto Cristiene estava no estabelecimento, o ex-namorado dela chegou por trás e disparou cinco vezes contra a vítima. Após os disparos, o suspeito fugiu em uma motocicleta Honda 150, de cor vermelha.

No local, a perita encontrou a mulher caída na calçada do estabelecimento com perfurações na cabeça, no abdômen e no peito. A perícia também recolheu três projéteis de arma de fogo, possivelmente de calibre 38.

O corpo de Cristiene foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia e, até o fechamento desta matéria, não havia sido liberado para os familiares.

O caso será investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia. “Nós já temos as informações do ex-namorado da vítima, no entanto, ele ainda não foi localizado. O caso é investigado como homicídio qualificado, mas pode ser convertido para feminicídio durante a investigação. Está agendado para tarde desta sexta-feira (15) o depoimento das testemunhas”, explica o delegado Charles Lobo.