Mistério

Mulher é encontrada morta dentro de casa, em Goianira

O corpo estava em estado avançado de decomposição. Polícia Civil investiga se a mulher cometeu suicídio ou se foi vítima de feminicídio


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 16/10/2018 às 10:52:27

Ednéia Cordeiro Vieira, de 35 anos. (Foto: Reprodução/Facebook)
Ednéia Cordeiro Vieira, de 35 anos. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma mulher foi encontrada morta na tarde desta segunda-feira (15), na rua PL 47, no Residencial Planalto, em Goianira, Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil (PC), o ex-namorado da vítima foi preso em flagrante por descumprir medida protetiva ao ser encontrado na vizinhança, mas ainda não foram encontradas provas de que o homem possa ser o responsável pela morte da mulher.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), os vizinhos ligaram para a polícia nesta segunda-feira (15) dizendo ter quase quatro dias que não viam uma das vizinhas e começaram a sentir um forte mau cheiro vindo da residência da mulher. Chegando no endereço informado, a equipe arrombou a porta para conseguir entrar. O corpo de Ednéia Cordeiro Vieira, de 35 anos, foi encontrado no quarto, com a porta trancada pelo lado de dentro, em estado avançado de decomposição. Os militares, então, isolaram o local e acionaram Polícia Técnico Científica e o IML para se deslocarem até o local. A polícia acredita que a morte da mulher teria ocorrido a cerca de quatro dias.

De acordo com Bruno Silva, delegado responsável pelo caso, Ednéia não era casada, mas tinha um ex-namorado com quem rompera este ano. Em julho, a vítima registrou denuncia de injúria em desfavor do homem. Segundo Bruno, ela não representou criminalmente, mas pediu medidas protetivas. A justiça, então, determinou uma medida protetiva onde o homem deveria manter uma distância mínima de 100 metros dela e de testemunhas do fato. No dia 9 de outubro, Ednéia procurou a polícia para informar a reaproximação do ex.

“Ele havia se mudado para uma das casas da vizinhança e voltado a procurá-la numa tentativa de reatar o relacionamento. Na ocasião foi expedido um mandado de prisão por descumprimento de medida protetiva, mas o homem não foi localizado”, explica.

Segundo o delegado, após encontrar o corpo de Ednéia, a polícia começou diligências com o intuito de encontrar o homem que, de acordo com um dos vizinhos, estava morando na vizinhança. O homem foi encontrado em sua casa, localizada ao lado do local onde a vítima foi encontrada, comprovando o descumprimento da decisão judicial.

“É importante reforçar que o homem foi preso por descumprir a medida protetiva e até então não foram encontrados elementos mínimos que liguem o homem a morte da vítima”, alerta o delegado.

Ao Mais Goiás, o delegado disse que o ex não é suspeito e não foram encontrados sinais de agressão no corpo da vítima. Ainda não foi possível afirmar qual a causa da morte de Ednéia.

Será instaurado inquérito para averiguar as circunstâncias da morte de Ednéia. O ex-namorado da vítima foi preso e conduzido em flagrante por descumprir decisão judicial. O delegado explica que somente com o avançar das investigações e com o resultado de exames complementares será possível identificar se a mulher cometeu suicídio ou se foi assassinada.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo