Ataque

Mulher é atacada por tubarão e perde as mãos, na Polinésia Francesa

O ataque aconteceu enquanto a turista francesa observava baleias, na costa do Tahiti


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 23/10/2019 às 17:42:43

O conservacionista e pesquisador oceanográfico, Jacques Cousteau, descreveu o animal como
O conservacionista e pesquisador oceanográfico, Jacques Cousteau, descreveu o animal como "o mais perigoso de todos os tubarões" (Foto: Reprodução)

Uma turista francesa, de 35 anos, perdeu as duas mãos após ser atacada por um tubarão, na última segunda-feira (21), na costa do Tahiti, na Polinésia Francesa. O ataque aconteceu no momento em que a mulher observava baleias, quando tubarão-de-pontas-brancas apareceu e mordeu o peito e os braços dela.

Por coincidência, duas enfermeiras estavam no local. Por isso, a mulher foi rapidamente atendida. E transportada de helicóptero para o Hospital Jean-Jacques Riveta. O bombeiro que a atendeu informou que ela perdeu as mãos e também muito sangue. “Quando chegamos ao cais do hotel, ela estava consciente, mas em uma condição crítica”, juntamente com parte do peito”, contou ele. O estado de saúde da mulher é estável.

O conservacionista e pesquisador oceanográfico, Jacques Cousteau, descreveu o animal como “o mais perigoso de todos os tubarões”. A espécie é conhecida por matar sobreviventes de naufrágios ou aeronaves caídas. Contudo, os ataques são raros na região da Polinésia Francesa.

Segundo o Museu de História Natural, existem registros de apenas seis ataques desde 1580. Contudo, a ilha de La Réunion, no Oceano Índico, sofreu uma série deles nos últimos anos. Ao todo, foram 31 desde 2011, incluindo 11 fatalidades. Duas delas em 2019 e levou o governo local a fechar praias e pontos de surf.

*Com informações dos sites Notícias ao Minuto e The Telegraph