Cidades

Mulher sai da maternidade e abandona recém-nascido no Centro de Aparecida de Goiânia

Mãe da criança entregou o menino dizendo que não o queria e agora ela está sendo procurada pela polícia. Caso foi registrado na DPCA do município


Kayque Juliano

Do Mais Goiás | Em: 26/12/2018 às 11:55:13


Foto: Reprodução/Redes sociais
Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma mulher abandonou um bebê recém-nascido, na última segunda-feira (24), no Centro de Aparecida de Goiânia. Após dar à luz em uma maternidade na Vila Brasília, ela deixou o hospital com a criança e a ofereceu para terceiros. O caso foi registrado na manhã desta quarta-feira (26) na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente do município.

De acordo com informações do presidente do Conselho Tutelar da zona 145, Iron Cordeiro, a mulher deu à luz a criança, do sexo masculino, no último domingo (23), na Maternidade Marlene Teixeira, na Vila Brasília. No dia 24, véspera de Natal, ela teria saído do hospital com a criança, mesmo sem ter recebido a alta médica.

A gestão da Maternidade Marlene Teixeira é de responsabilidade da Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Em nota a Secretaria Municipal de Saúde informa que a mulher desejou ir embora com o bebê, mesmo orientada a aguardar a alta médica.

“Na tarde deste sábado, 23, a Maternidade Marlene Teixeira recebeu uma paciente em início de trabalho de parto. Ela foi atendida e deu à luz ainda no mesmo dia. No dia 24, após receber a Declaração de Nascido Vivo (DNV), documento que permite o registro civil do recém nascido, a paciente manifestou seu desejo de ir embora para casa com o bebê. A equipe multiprofissional da Maternidade conversou com a paciente e a orientou a aguardar a alta médica, visto que não pode proibir sua saída. Mas, a paciente insistiu e evadiu da unidade com a criança.”

Posteriormente, a mulher foi até o Centro de Aparecida de Goiânia e ofereceu a criança para populares, alegando que não queria ficar com o menino. Populares registraram o momento em que a mãe da criança segurava o bebê enrolado em uma manta.

Uma das pessoas que estavam no local disse que tinha uma parente que já havia adotado uma criança e que poderia ajudar. Ele então ligou para a mulher,  que estava na região da Rua 44, em Goiânia. Ela voltou para a Aparecida de Goiânia para pegar o bebê. Segundo Iron, assim que ela que pegou o menino e viu que ele era recém-nascido,  ela se dirigiu para a maternidade, onde deixou a criança aos cuidados dos médicos.

“A criança está saudável e já recebeu alta médica. Agora ela se encontra em um abrigo em Aparecida de Goiânia até que o caso seja resolvido”, explica Iron.

Investigação

De acordo com a delegada Cybelle Silva Tristão, responsável pela investigação do caso, a mãe do bebê já foi identificada, mas até o momento não foi localizada, já que o endereço informado na ficha na maternidade não pertence a mulher.

“Os policias já foram até o endereço informado pela mãe ao dar entrada no hospital, mas o endereço não confere. Nós recebemos uma informação de que ela é da Bahia e que provavelmente já teria comprado uma passagem para ir embora”, explica a delegada.

A mulher que pegou a criança se apresentou espontaneamente na DPCA. Para a delegada, ela informou que a mãe do bebê disse que iria embora para a Bahia e que não poderia levar a criança e que teria pedido para que ela ficasse com o filho por 15 dias.

Caso a mulher seja encontrada, ela poderá responder por abandono de incapaz e, se condenada, pode pegar até três anos de detenção.