Meio ambiente

Mudanças de hábito geram grande economia de água

A conscientização da necessidade do consumo racional é o primeiro passo para a preservação do meio ambiente e para garantir uma melhor qualidade de vida




Neste período de temperaturas elevadas, aumenta também o consumo de água. Por isso, a Saneago orienta a população para que faça o uso consciente de água tratada. A conscientização da necessidade do consumo racional é o primeiro passo  para a preservação do meio ambiente e para garantir uma melhor qualidade de vida. Pequenas mudanças de hábito podem resultar em grandes economias.

Para se ter uma ideia, ao escovar os dentes com a torneira aberta, uma pessoa gasta até 12 litros de água. Com a torneira fechada, o gasto é de cerca de meio litro. Uma válvula de descarga desregulada chega a gastar 30 litros de água, cada vez que for acionada. Regulada, o consumo é de cerca de dois litros.

Um banho de 15 minutos com a torneira aberta equivale a 45 litros de água. Se for um banho de cinco minutos, o gasto é de 15 litros. Ao lavar louças em casa com a torneira aberta, em 15 minutos a pessoa vai gastar 117 litros de água. Fechando a torneira ao lavar e abrindo apenas para o enxague, o gasto é de até 46 litros.

Em 30 minutos de mangueira aberta para lavar um carro, por exemplo, a pessoa gasta até 560 litros de água. Utilizando um balde para a lavagem do veículo, o gasto cai para 40 litros. Regar o jardim com a mangueira aberta pode levar ao gasto de 186 litros de água, em dez minutos. Usando uma mangueira com bico tipo revólver, o consumo cai para 90 litros, no mesmo período de tempo.

Ao limpar a calçada com a mangueira aberta, em 15 minutos serão gastos 280 litros de água. Usando a vassoura, o consumo será zero. A evaporação de água em uma piscina de tamanho médio exposta ao sol é de 126 litros por dia. Se ela estiver coberta, evapora-se 12,6 litros durante o dia.

Tópicos