Mutirama e Zoológico

MPGO pede que processo seletivo da Agetul seja cancelado

A promotora Leila Maria de Oliveira argumentou que, com a interdição do Mutirama, não há necessidade de contratação imediata de funcionários


Karla Araujo
Do Mais Goiás | Em: 22/08/2017 às 11:15:58

11 pessoas ficaram feridas em um acidente no Mutirama no final de julho
11 pessoas ficaram feridas em um acidente no Mutirama no final de julho

A promotora de Justiça, Leila Maria de Oliveira, da 50ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público recomendou ao presidente da Agência de Eventos, Turismo e Lazer (Agetul), Alexandre Magalhães, o cancelamento do Processo Seletivo 001/17 que serviria para a contratação de 274 vagas no quadro de pessoal.

O pedido é para que ao invés de cargos temporários, seja realizado um concurso público para a Agetul, com a formação de quadro efetivo, visto que com a interdição do Parque Mutirama, não há a necessidade de contratação imediata de funcionários.

Um acidente em um dos brinquedos do Parque Mutirama deixou 11 pessoas feridas, no dia 26 de julho. No mesmo dia o estabelecimento foi interditado.

A Prefeitura de Goiânia informou que vai acatar a decisão do Ministério Público. Ainda não existe previsão de quando os detalhes do concurso público serão divulgados.