Acusação

MP prepara terceira denúncia contra João de Deus

Médium será ouvido nesta terça (22), no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia. Número de vítimas consideradas para a nova acusação ainda não foi revelado; MP confirma que tratam-se de casos de abuso sexual


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 22/01/2019 às 09:24:44

(Foto: Walterson Rosa/Folhapress)
(Foto: Walterson Rosa/Folhapress)

O médium João Teixeira de Faria (77) será ouvido novamente na manhã desta terça-feira (22) no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia. A oitiva servirá para que os promotores Gabriella Queiroz e Paulo Penna Prado componham uma nova e terceira denúncia contra João de Deus.

O número de vítimas elencadas para a peça acusatória ainda não foi revelado, porém, tratam-se de casos de abuso sexual, segundo o Ministério Público estadual (MP-GO). O líder espiritual, porém, sempre negou os crimes.

As duas primeiras denúncias consideraram crimes de abuso sexual e violação sexual mediante fraude contra 17 pessoas, apesar de cinco dos casos já estivessem prescritos. Embora o prazo condenatório tenha expirado nesses casos, promotores podem usar conteúdos dos depoimentos para embasar e justificar a acusação.

João de Deus está preso desde o dia 16 de dezembro, por posse ilegal de armas de fogo e abusos sexuais. De acordo com a delegada Karla Fernandes, responsável pelas investigações no âmbito da Polícia Civil, o médium é alvo de dois inquéritos na corporação. No último dia 10 de Janeiro, a PC encaminhou sete inquéritos contra o médium e sua mulher à Justiça Goiana.

“[Os inquéritos ativos] tratam-se de levantamentos de vários assuntos, genéricos, que ainda estão sendo avaliados. Porém, ainda aguardamos informações da Polícia Federal sobre as pedras encontradas em suas residências para que componhamos outro inquérito só de lavagem de dinheiro”, revela.