Do Mais Goiás

MP pede afastamento de conselheiro tutelar flagrado em viatura a 160 km/h

Caso aconteceu em Formosa, no entorno do DF; dentro do veículo haviam seis crianças

MP-GO pede afastamento de conselheiro tutelar flagrado dirigindo viatura a 160 km/h
(Foto: Divulgação/ MPGO)

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ingressou com uma Ação Civil Pública contra um conselheiro tutelar de Formosa que foi flagrado dirigindo a viatura do órgão a mais de 160 quilômetros por hora. De acordo com o órgão, Aelson Vieira da Silva descumpriu suas obrigações como conselheiro e usou indevidamente a estrutura do Conselho Tutelar.

Na ação, o MP-GO afirmou que a ocorrência aconteceu no dia 18 de maio deste ano. Aelson guiava em alta velocidade pela BR 020, em Sobradinho/DF, quando foi visto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os agentes tiveram que prossegui-lo por seis quilômetros e, quando o alcançaram, perceberam outras irregularidades.

Além da direção perigosa, o conselheiro transportava outras oito pessoas em uma viatura que tinha capacidade máxima para cinco. Deste total, seis eram crianças. Além disso, a habilitação dele estava vencida desde 2018. Na ocasião, foi lavrado um termo de ocorrência contra Aelson e o automóvel foi apreendido.

O caso chegou ao MP-GO que, após realizar um levantamento de informações, descobriu que ele estava descumprindo as atribuições do Conselho Tutelar. Desde março foram registradas uma série de irregularidades, como o atraso na emissão de relatórios e a autuação por conta própria, sem diálogo com outros conselheiros.

Além disso, foi apurado que ele ia para a zona rural de Formosa durante o plantão e ficava incomunicável, não documentava os atendimentos feitos, não participava das reuniões e não passava o telefone no órgão ao plantonista seguinte de forma presencial.

O promotor responsável pelo caso, Lucas Danilo Vaz Costa Júnior, solicitou a destituição dele do cargo. O Mais Goiás não consegui localizar a defesa de Aleson. O espaço está aberto para manifestação.