MP-GO se reúne para discutir questão envolvendo cálculo de cocaína para alunos da oitava série

Caso aconteceu em Itaberaí no dia 8 de outubro. Prefeitura informou que servidora responsável pediu exoneração

MP-GO se reúne para discutir questão envolvendo cálculo de cocaína para alunos da oitava série
Foto: Reprodução - G1

O Ministério Público de Goiás (MP-GO)promoveu uma reunião nesta quinta-feira (14) com a prefeitura de Itaberaí para discutir a conduta profissional de duas servidoras que fizeram uma questão relacionada a cocaína em um exercício. A tarefa apresentava uma questão que pedia o cálculo da quantidade de cocaína colocada em um pino de plástico. O exercício foi enviado para a casa dos alunos do 8º ano de uma escola municipal.

O promotor responsável pela reunião, Marcelo Faria da Costa Lima, esclareceu que a reunião foi convocada para verificar quais medidas foram adotadas com relação ao caso.

A secretária municipal de Educação da Itaberaí, Carla de Deus Lima Lemes informou que a servidora que ocupava o cargo de supervisora escolar pediu exoneração, no dia 8. Ela afirmou ainda que foi instaurado um procedimento para apurar a conduta administrativa tanto da supervisora quanto da coordenadora pedagógica da unidade.

Já o procurador-geral do município, Daniel Fernandes Leite, ressaltou que a Câmara Municipal da cidade criou uma Comissão Especial para acompanhamento do processo administrativo aberto para averiguar a conduta das duas servidoras municipais.

O caso aconteceu no dia 8 de outubro. Pais de alunos viram a questão e se revoltaram com ela, que era de matemática e envolvia cálculo para colocar cocaína em pino de plástico. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Educação pediu desculpas à comunidade e disse que a questão “foge do alinhamento do trabalho pedagógico”.