Do Mais Goiás

MP-GO oferece denúncia contra PM que abordou youtuber em Cidade Ocidental

De acordo com o órgão, houve constrangimento mediante agrave ameaça

MP-GO oferece denúncia contra PM que abordou youtuber em Cidade Ocidental
(Foto: reprodução)

O Ministério Público de Goiás ofereceu denúncia contra o cabo da Polícia Militar (PM) Gustavo Brandão da Silva por causa da abordagem contra o youtuber Filipe Ferreira Oliveira. De acordo com o órgão, houve constrangimento mediante agrave ameaça, com emprego de arma de fogo, a fazer o que a lei não manda. O outro policial não foi denunciado e teve a investigação arquivada.

De acordo com a denúncia, o PM contrariou o que preconiza o Procedimento Operacional Padrão da corporação e infringiu o Código Penal Militar. O órgão solicitou o afastamento cautelar de Gustavo, a suspensão do porte de armas e o recolhimento da arma de fogo funcional enquanto durar o afastamento.

Ao Ministério Público de Goiás (MP-GO), os policiais militares disseram que o rapaz de 28 anos apresentava risco por “gesticular com as mãos”. Segundo o promotor que colheu o depoimento, Luis Antônio Ribeiro, ao serem questionados do “risco concreto” – uma vez que o ciclista estava sem camisa e com o celular na mão –, os PMs disseram que ele poderia pegar algum objeto ao redor.

O promotor revela que também perguntou aos agentes o motivo do rapaz ter sido algemado. “Um deles disse que o jovem estava propenso a fugir e ameaçava a integridade física deles.” De acordo com o Luis Antônio, eles reforçaram que o procedimento foi legal. Eles foram ouvidos na segunda-feira (7).

O MP também falou com Filipe, na data. Além de reforçar o que foi filmado, o ciclista e youtuber declarou que sofreu pressão para não levar o caso adiante durante os cerca de 30 minutos que ficou algemado. O portal tentou com Filipe, mas não teve sucesso.