Motolese lança novo single e clipe, ‘Na Área 51’

Na faixa, artista defende existência de extraterrestres e tenta alertar população o 'disclosure', um despertar sobre o assunto


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 19/09/2019 às 18:25:32

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

“A Área 51, localizada nas profundezas do deserto de Nevada, esconde coisas que vão além, do que nós, meros mortais, podemos saber”. Este é o assunto que inspirou o músico e produtor-audiovisual Motolese a gravar o single, Na Área 51, aproveitando o gancho do evento de Facebook que planejou, de brincadeira, invadir a base secreta.

O single, produzido pelo próprio artista e lançado no YouTube, levanta questões sobre os projetos secretos que esconderem a verdade sobre a existência de Extraterrestres.

Assista ao vídeo de Na Área 51, do cantor Motolese:

No YouTube, o artista lança um videoclipe por mês, com objetivo de despertar da população sobre o “Disclosure”. Motolese afirma que, com 1% das pessoas cientes sobre a “questão extraterrestre”, que, de acordo com ele, é suprimida pelos governos, haverá massa crítica para acelerar o despertar da humanidade e a liberação de novas tecnologias.

Área 51

A Área 51 é uma base militar de 13 mil quilômetros quadrados no deserto de Nevada, nos Estados Unidos. Desde 1955, o que se faz lá dentro é um mistério. O sigilo abriu espaço para diversas teorias da conspiração. As principais defendem que lá dentro, é um centro de estudos sobre ETs e tecnologias de origem extraterrestre.

O Governo Americano, negou a existência do espaço por décadas, até que em julho de 2013 a CIA reconheceu publicamente a existência da base pela primeira vez. Os documentos oficiais não falaram nada sobre aliens e tratam o local como uma simples área de testes de aeronaves.

O assunto viralizou mais uma vez nos últimos meses, depois que mais de duas milhões de pessoas confirmaram presença em um evento no Facebook chamado: Storm Area 51, They Can’t Stop All of Us. Em português: “Tempestade na área 51 – Eles Não Podem Parar Todos Nós”

Logo que o assunto ganhou atenção da grande mídia, a porta-voz da Força Aérea Americana, Laura McAndrews, disse que as autoridades estavam cientes do evento e emitiu um aviso desencorajando qualquer pessoa de tentar entrar na base. No mesmo dia, outro oficial da Base Aérea de Nellis, também se pronunciou alertando que os militares estavam autorizados a usar força letal para proteger a base.