Confronto

Mortos quatro suspeitos de balear sargento no Residencial Itaipú

Uma pessoa foi presa. Segundo a PM, quadrilha traficava e executava rivais na Grande Goiânia


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 21/04/2019 às 15:16:18

(Foto: divulgação/Giro)
(Foto: divulgação/Giro)

Um suspeito foi preso e quatro morreram após uma troca de tiros com policiais militares do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro), na noite deste sábado (20), em Goianira. Os cinco, segundo a PM, integravam uma quadrilha que praticava assaltos, executava rivais, traficava entorpecentes e seria responsável pela tentativa de roubo que terminou com um sargento da corporação baleado em Goiânia na última sexta-feira (19).

Na tentativa de localizar os responsáveis por ferir o colega, agentes detectaram e prenderam um homem armado com um revólver na cidade de Goianira. Além de confessar fazer parte do grupo que havia tentado assaltar a casa do policial, o detido ainda indicou um endereço no Jardim Florença, onde estavam quatro de seus comparsas no crime.

No local, os militares foram recebidos a tiros enquanto os suspeitos tentavam uma fuga pelos fundos da casa. Quatro foram baleados e morreram antes da chegada do socorro médico. Com eles, foram apreendidos três revólveres, uma pistola, porções de droga e uma balança de precisão. As identidades dos envolvidos permanecem em sigilo.

Policiais agora esperam que os itens obtidos com os criminosos sirvam para elucidação de homicídios ocorridos na Grande Goiânia.

Policial ferido

As buscas que levaram ao confronto e prisão dos indivíduos tiveram início depois que eles, em uma tentativa de roubo residencial, balearam o sargento Dos Santos no braço e antebraço. O policial estava em sua casa, no Residencial Itaipú, quando foi surpreendido. O agente foi hospitalizado, medicado e liberado no dia seguinte.