MISTÉRIO

Morte misteriosa de peixes vira problema em represa de Catalão

Prefeitura diz que tomou conhecimento do fato e investiga motivos que levaram à morte dos animais


Ton Paulo
Do Mais Goiás | Em: 30/09/2020 às 18:13:26

Foto: Arquivo Mais Goiás
Foto: Arquivo Mais Goiás

Um fato registrado numa represa localizada no município de Catalão está intrigando os moradores da região. Por algum motivo ainda ignorado, os peixes da Represa do Clube do Povo estão aparecendo mortos, boiando na superfície da água. A Prefeitura de Catalão afirmou que tomou conhecimento do ocorrido mas que ainda não conseguiu identificar o que pode ter causado essa mortandade dos animais aquáticos.

Em um vídeo ao qual a reportagem do Mais Goiás teve acesso é possível ter uma noção do que está acontecendo. As imagens, feitas na Represa Clube do Povo, ponto turístico de Catalão, mostram diversos peixes mortos boiando na superfície.

Além dos peixes mortos, é possível notar a poluição do local, uma vez que há sacos plásticos boiando junto com os animais. Veja o vídeo:

Prefeitura acompanha situação e insinua motivação

Ao Mais Goiás, o titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Catalão (Semmac), Silas Tristão, informou que a pasta está ciente da mortandade de peixes na represa. Conforme Tristão, o fenômeno ocorreu de ontem para hoje, 30, uma vez que, antes, não havia nenhum registro do tipo na região.

O secretário disse que a prefeitura está acompanhando o caso e apurando o que pode ter causado a morte dos peixes, motivo esse ainda ignorado. Porém, Tristão conta que os agentes  estão percorrendo outras represas e frisou que o problema se restringe apenas a um local específico. “Agora é muito cedo pra gente dizer o que está acontecendo, o que que tá levando esses peixe a morrer, porque essa mortandade está acontecendo somente nessa represa “, disse.

O titular Semmac adiantou que um monitoramento está sendo feito quanto à possível incidência do problema em outros locais, mas sinalizou estar desconfiado de que a morte dos peixes possa ter sido causada por motivos ligados à política. “Se de hoje para amanhã começar a aparecer mortandade de peixes em outras represas, aí vai me preocupar mais ainda pelo fato do período que estamos passando agora, o período eleitoral”, afirma.

Tristão informou ainda que a Semmac está analisando a qualidade da água da represa e que as apurações seguem para detectar a origem da morte dos peixes.

Questionada pela reportagem, a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema) afirmou que não recebeu nenhuma denúncia do caso.