Morre 12° paciente da Vila São Cottolengo, em Trindade

Mulher estava internada na instituição e tinha diagnóstico negativo para o vírus H1N1


Thais Lobo
Do Mais Goiás | Em: 02/04/2018 às 15:47:05

15 ° morte confirmadas de internos, mas apenas dois óbitos confirmados H1N1 (Foto: Reprodução/ Internet)
15 ° morte confirmadas de internos, mas apenas dois óbitos confirmados H1N1 (Foto: Reprodução/ Internet)

Morreu na manhã desta segunda-feira (02) mais um paciente da Vila São Cottolengo, em Trindade. Essa já é a 12° morte na unidade de saúde em menos de 60 dias.

A assessoria de comunicação da Vila informou que a paciente tinha o diagnóstico negativo para o vírus H1N1 e que ainda aguarda o laudo para a causa da morte. Outros dois pacientes confirmados com a doença ainda estão em isolamento no local e aguardam vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Por nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que não pode dar mais detalhes acerca dos leitos sem os dados completos no paciente. A Vila São Cottolengo, no entanto, não informou a identidade da mulher.

Mortes
Desde fevereiro, 11 pessoas morreram após internos apresentarem sintomas parecidos com gripe, mas apenas duas foram confirmadas por complicações do H1N1. As demais foram agravadas por outras doenças que serão identificadas através de exames.
No boletim de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) foram registrados 32 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) pelo vírus Influenza A H1N1, com duas mortes confirmadas em Trindade.
Os 32 casos confirmados de H1N1 foram registrados em diversas cidades do Estado. Sendo 14 em Goiânia, dez em Trindade, três em Aparecida de Goiânia, dois em Jaupaci, um em Anápolis, um em Caturaí e um em Hidrolândia. Apesar dos números, a SES reforçou que não há epidemia da doença no Estado.