Denúncia

Moradores reclamam que usina causa danos ambientais em córrego, em Americano do Brasil

De acordo com os moradores, a empresa vem captando ilegalmente a água do córrego para irrigar a cana de açúcar


Juliana França
Do Mais Goiás | Em: 24/07/2018 às 09:00:26

Córrego do Ferreirinha, localizado à 3,5 km da saída de Americano do Brasil. (Foto: Leitor/Mais Goiás)
Córrego do Ferreirinha, localizado à 3,5 km da saída de Americano do Brasil. (Foto: Leitor/Mais Goiás)

Moradores do município de Americano do Brasil, localizado a 95 quilômetros de Goiânia, denunciaram ao Ministério Público de Goiás (MP-GO) que uma usina de cana de açúcar de Anicuns vem causando danos ambientais ao córrego da região. Segundo consta no documento, a empresa Anicuns S.A. Álcool e Derivados vem captando ilegalmente a água do córrego conhecido como córrego do Ferreirinha, localizado à 3,5 km da saída de Americano do Brasil.

O morador da região e também advogado Elson Dias dos Reis, de 37 anos, foi o responsável pela escrita e envio do documento ao MP-GO. Ele explica que para irrigar a cana de açúcar, a usina vem secando o córrego há anos. “Tem mais de 15 anos, mas ninguém nunca tomou nenhuma providência quanto a esse dano, então eu resolvi fazer a denúncia. O documento foi enviado no último dia 12, mas até hoje os moradores não obtiveram um retorno do órgão.

Em nota, o Ministério Público explicou que, por meio da promotora de Anicuns, Liana Andrade de Lima, está apurando o caso. O órgão afirmou ainda que a promotora solicitou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que seja feita uma vistoria no local para investigar melhor a denúncia feita pelos moradores.

O Mais Goiás entrou em contato com a Anicuns S.A. Álcool e Derivados, que alegou não estar ciente da denúncia feita. A empresa afirmou ainda que, nesta semana, irá acessar a documentação na Promotoria de Anicuns para identificar exatamente onde é o problema. A verificação será feita pelo engenheiro ambiental da usina.

(Foto: Leitor/Mais Goiás)

 

(Foto: Leitor/Mais Goiás)

 

(Foto: Leitor/Mais Goiás)