México

Moradores reclamam de água e polícia acha corpo em tanque

Carmen Yarira Noriega Esparza desapareceu em fevereiro do ano passado, na Cidade do México





//

O corpo de Carmen Yarira Noriega Esparza, 27 anos, uma psicóloga que estava desaparecida há quase um ano foi encontrado nesta terça-feira depois de moradores reclamarem do gosto da água.

Segundo informações do jornal britânico Daily Mirror, os restos da mexicana estavam boiando em estágio avançado de decomposição em um tanque de tratamento da água, na Cidade do México. AS mulher foi vista pela última vez em fevereiro de 2014, depois de sair da academia na Cidade do México.

A família se revoltou pela demora dos oficiais em encontrar a mulher, que sonhava em ser apresentadora de TV. Já os moradores da área para onde o tanque fornecia água, estão aterrorizados por terem consumido o líquido com os restos de Carmen por onze meses.

Anteriormente, os oficiais suspeitavam que a mulher teria sido sequestrada pela máfia e feita escrava sexual. Porém, após a descoberta de seu corpo, começam a investigar a ligação de sua morte com o fim de um relacionamento com um empresário poucos dias antes de desaparecer.