Do Mais Goiás

Moradores de Aparecida reclamam de barulho provocado por casa de eventos

Prefeitura afirma que já autuou o local repetidas vezes

Moradores de Aparecida reclamam de poluição sonora (Foto Ilustrativa: Pixabay)
Moradores de Aparecida reclamam de poluição sonora (Foto Ilustrativa: Pixabay)

Moradores de Aparecida denunciam uma casa de eventos por barulho exagerado à tarde e à noite no setor Vila Sul, em Aparecida. Eles dizem que o problema é recorrente. Já a prefeitura afirma que autuou o estabelecimento vizinho ao bairro repetidas vezes, mas o estabelecimento insiste em funcionar durante à pandemia.

A secretaria executiva de Segurança Institucional, que coordena a força-tarefa de fiscalização, afirma que vai averiguar a reclamação dos moradores da Vila Sul sobre a perturbação do sossego gerada pelo espaço de festas e tomará as devidas providências.

A nota ainda afirma que há uma casa de eventos no bairro vizinho, Vila Brasília. que já  foi notificado em outras oportunidades e que se constatada irregularidade, novas medidas serão tomadas para que entrem em acordo com as regras legais e de combate à pandemia.

Reforço na fiscalização

O efetivo da fiscalização de Aparecida será ampliado para coibir e impedir a realização de festas clandestinas e aglomerações no município durante o feriado. Mesmo sem ponto facultativo na sexta-feira (4), a força-tarefa fiscalizatória vai contar com 23 viaturas e 70 servidores de várias secretarias em ações nas noites e madrugadas de quinta-feira (3) a domingo (6).

As ações de fiscalização vão ser concentradas onde foi identificado maior concentração de irregularidades. Os órgãos que fazem parte da força-tarefa são a Secretaria de Meio Ambiente de Aparecida (Semma), Secretaria de Planejamento e Regulação Urbana, Vigilância Sanitária e Guarda Civil Municipal. Os fiscais vão atuar exclusivamente na repressão de aglomerações e festas clandestinas.

Além de coibir festas clandestinas e aglomerações, o grupo de fiscalização vai continuar averiguar o funcionamento de estabelecimentos comerciais conforme prevê as regras para o escalonamento regional no município.

“Os estabelecimentos como distribuidoras de bebidas, bares, lojas de conveniência, restaurantes e similares devem cumprir as medidas de prevenção e também obedecer aos horários estabelecidos para o funcionamento, conforme a atividade”, pontua o secretário executivo do grupo de Segurança Institucional, Davi Lorero.