FolhaPress

Montado em égua, aluno busca e entrega atividades em escola de Luziânia

Ele faz o trajeto quinzenalmente para receber tarefas novas e entregar as já feitas

Montado em égua, aluno busca atividades em colégio de Luziânia
Montado em égua, aluno busca atividades em colégio de Luziânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Lorran Santos tem se afirmado como um aluno exemplar no colégio que estuda, em Luziânia (GO). Desde o início das aulas à distância, por conta da pandemia do coronavírus, o garoto de 13 anos monta em sua égua e cavalga quinzenalmente para receber tarefas novas e entregar as já feitas.

De acordo com a TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo, na escola que Lohan estuda mais 300 alunos também precisam buscar as atividades de forma presencial, no local que também entrega um “kit alimentação” para a substituição da merenda.

Laurinda Ribeiro, diretora da escola, diz que no “ano passado muitos alunos perderam o ano por falta de oportunidades”, o que não foi o caso de Lorran, que, segundo ela, “venceu esses desafios”.

“Eu vou a cavalo para a escola porque é o jeito que eu tenho de estudar. Estudar é o que vai definir o que você vai ser no futuro”, afirma o adolescente. Ainda nesses tempos de distância dos amigos de sala de aula, Lorran diz que a égua é uma “companheira para ele”.

Lucivânia Santos, mãe do estudante, diz que “ele compra briga” quando ela fala que vai vender a égua. Segundo ela, ele diz que o preço da gasolina “tá caro” e afirma que por não precisar por o combustível no animal, o custo de ir com ele até a escola é mais baixo.

Lorran sonha em ser agrônomo ou veterinário quando crescer. Talvez, então, ele entenda que também há custos com a manutenção equestre, tal como um empresário de Vespiano (MG), que usa um cavalo para entrega de delivery.