Mensalão

Ministro do Supremo autoriza Delúbio Soares a cumprir pena em casa

Ex-tesoureiro do PT está há menos de um ano preso por mensalão.



Delúbio Soares (Foto: Reprodução)
Delúbio Soares (Foto: Reprodução)

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta segunda-feira (22) o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares a cumprir o restante de sua pena de prisão em casa. O pedido de progressão do regime semiaberto para o aberto foi feito pela defesa sob o argumento de que ele tem bom comportamento e já cumpriu um sexto da pena.

Condenado a 6 anos e 8 meses de prisão no julgamento do mensalão, Delúbio está há menos de um ano na cadeia, mas como trabalhou enquanto cumpria a pena no regime semiaberto, Barroso considerou que o ex-tesoureiro já reuniu os requisitos previstos na legislação para a prisão domiciliar. A cada três dias trabalhados, o detento tem direito de descontar um dia da pena.

Enquanto esteve no semiaberto, Delúbio trabalhou no assessoramento aos sindicalizados na Central Única dos Trabalhadores (CUT). O salário é de cerca de R$ 5 mil para trabalhar das 8h às 18h, conforme sua defesa.