Política

Ministra nega liminar para suspender financiamento privado de campanha

Os deputados argumentam que houve violação do devido processo legislativo porque não se pode votar uma alteração na Constituição sobre assunto rejeitado no mesmo ano




 A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal ), indeferiu nesta quarta-feira (18) pedido de liminar para anular decisão da Câmara dos Deputados favorável à constitucionalização do financiamento privado das campanhas eleitorais.

Segundo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a ministra alegou na decisão que a questão é interna da Casa -ou seja, não caberia ao STF opinar sobre o assunto.

“A decisão atende a toda jurisprudência do STF, de ser matéria interna nossa. A peça era quase uma litigância de má fé”, disse Cunha à reportagem.

Tópicos