Priorizações

Ministério da Integração Nacional liberará recursos para conter erosões de forma escalonada, afirma ministro

Em uma escala de prioridades, ficou acertado que o primeiro montante será destinado às obras que já foram iniciadas para estancar as erosões do Jardim Luz


Thiago Burigato
Do Mais Goiás | Em: 07/06/2017 às 10:53:30

Prefeito Gustavo Mendanha reuniu-se com Helder Barbalho nesta terça-feira (6)
Prefeito Gustavo Mendanha reuniu-se com Helder Barbalho nesta terça-feira (6)

Não há nenhum outro ministério que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, tenha ido mais do que o da Integração Nacional. Somente nestes cinco primeiros meses de mandato, foram cinco audiências em Brasília (DF) com o ministro Helder Barbalho, secretários e técnicos da Pasta. As audiências do prefeito neste ministério justificam-se: é por meio dele que o governo federal liberará recursos para demandas emergenciais no município, como a de contenção das erosões e para obras de prevenção e também para pavimentação asfáltica.

Nesta terça-feira (6) Gustavo reuniu-se com Barbalho novamente. Ao lado do senador Wilder Morais (PP) e da secretária de Projetos e Captação de Recursos, Valéria Pettersen, ele foi informado que os R$ 30 milhões definidos em projetos formatados pela prefeitura para resolver os problemas causados por pelo menos cinco grandes erosões serão liberados de forma escalonada pelo ministério. Gustavo também soube que o pleito de R$ 52 milhões para asfaltar ruas de terra em Aparecida tem seguido os trâmites normais dentro do ministério.

Agora, técnicos daquela Pasta desembarcam em Aparecida na próxima segunda-feira (12) para mais uma rodada de vistorias – ação imprescindível no roteiro estabelecido pelo governo federal antes do dinheiro entrar no caixa da prefeitura. É o que garantiu ao prefeito o secretário nacional de Proteção e Defesa Social, coronel Renato Newton, que também participou da reunião.

Em uma escala de prioridades estabelecida de forma conjunta por todos que estavam na mesa de discussões, ficou acertado que o primeiro montante – da ordem aproximada de R$ 7,3 milhões –será destinado às obras que já foram iniciadas para estancar a erosão do Jardim Luz. O prefeito já havia assinado a ordem de serviço no dia 25 de maio, independente do aval financeiro do ministério da Integração Nacional, e estava disposto a bancar os custos por meio do Tesouro Municipal. Agora, com a liberação da verba federal, Gustavo poderá, como havia previsto inicialmente, direcionar os recursos para outros setores da sua administração.

Saúde

Ainda em Brasília o prefeito Gustavo Mendanha foi novamente no Ministério da Saúde para tratar da liberação de recursos para equipar o novo Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia. Desta vez, ele foi recebido pelo diretor do Departamento de Atenção Especializada e Temática da Secretaria de Atenção à Saúde, Fernando Machado.

A última audiência do prefeito neste ministério foi no dia 9 de maio, quando o secretário de Atenção à Saúde da Pasta, Francisco de Assis Figueiredo, afirmou a Gustavo que era prioridade para o governo federal destinar a verba necessária para compra de equipamentos para que fosse feita, na sequência, a inauguração do hospital.

De lá para cá, o que avançou, segundo Fernando Machado, é que o Palácio do Planalto liberou orçamento extra para o Ministério da Saúde superior a R$ 2 bilhões – e é deste montante, segundo ele, que sairá o recurso pleiteado pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia.

Política

Além de acompanhar o prefeito e seus auxiliares em todas as audiências desta terça-feira, em Brasília, o senador Wilder Morais (PP) também voltou a tratar com Gustavo da liberação de emendas parlamentares para Aparecida de Goiânia. O pepista reafirmou que sua emenda de bancada, neste ano, será para a construção do Centro de Tradições Regionais, obra que incrementará a economia local, fomentando a cultura e o turismo.

“O senador Wilder tem sempre nos auxiliado em Brasília e ajudado muito a nossa cidade”, comemorou o prefeito. O deputado federal Daniel Vilela (PMDB) também estaria com o prefeito, mas por questões de saúde, foi representado pelo seu chefe de gabinete, Rômulo Barbosa.