Má influência?

Miley Cyrus diz que mãe a fez voltar a fumar maconha: “um pouco, de vez em quando”

No ano passado, durante a divulgação do disco 'Younger Now', a cantora disse que havia parado de consumir quaisquer substâncias ilícitas


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 10/12/2018 às 19:29:47

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Durante a divulgação de Nothing Breaks Like a Heart no Reino Unido, Miley Cyrus comentou com o jornal The Sun que voltou a usar maconha por influência da mãe, Tish Cyrus. “Eu ainda fumo um pouco, de vez em quando”, disse a cantora.

O uso, entretanto, é estritamente proibido quando Miley está trabalhando. “Acho que não funciono no meu nível mais alto [sob o efeito de maconha]”, explicou ela.

A situação era bem diferente há alguns anos. Quando a cantora lançou o disco Bangerz, em 2013, divulgou amplamente que gostava de fumar maconha, que já a usou com vários famosos (dentre eles, Joe Jonas, Demi Lovato e Joan Jett) e que defendia a legalização do consumo da erva. Ela inclusive acendeu um baseado ao vivo, quando foi receber um troféu no European Music Awards de 2013.

(Reprodução/MTV)

Limpa

Cyrus disse no ano passado, durante a divulgação do disco Younger Now, que havia parado de usar quaisquer substâncias ilícitas. Ela chegou a dizer que: “quando estava chapada, eu só ficava em casa comendo, brincando com meus cachorros, o gato e o porco. Passava muito tempo com o porco ao invés de gastar meu tempo fazendo algo útil”

A cantora também se apresentou em programas de tevê sob o efeito de maconha, como revelou ao apresentador Jimmy Fallon. “Lembra da última vez que eu estive aqui? Eu estava vestida de coelhinha e depois de gata. Existe um motivo para isso. Eu estava chapada. Ninguém nunca morreu de fumar maconha, mas ninguém nunca fumou tanto quanto eu”, disse ela à época.

Segundo o rapper Wiz Khalifa, com quem Miley trabalhou em 2014, ela soltava fumaça “igual a uma locomotiva”.

Ouça Nothing Breaks Like a Heart, parceria entre Miley Cyrus e Mark Ronson