ELEIÇÕES 2020 | GOIÂNIA

“Meu processo é irreversível”, diz Paulinho Graus sobre pré-candidatura

Sobre a crise pandêmica, o pedetista afirma que não está fácil, mas que, em breve, irá apresentar o plano de governo


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 04/05/2020 às 17:56:14

Paulinho Graus disputará eleição majoritária pelo PDT. Foto: Portal da Câmara Municipal de Goiânia
Paulinho Graus disputará eleição majoritária pelo PDT. Foto: Portal da Câmara Municipal de Goiânia

Como com as outras siglas que o Mais Goiás tem conversado, a mudança de planos para o pleito de Goiânia não faz parte do PDT, apesar da pandemia do novo coronavírus. “Meu processo é irreversível”, garante Paulinho Graus, que é pré-candidato. A sigla conta, ainda, com 53 nomes para a chapa de vereadores, entre eles os ex-vereadores Juarez, Marcelo Augusto e o empresário Birutão.

“Temos reunido de formas diretas e indiretas. Videoconferência, WhatsApp, se presencial, atendemos a pessoa com máscara”, salienta Paulinho sobre o respeito as orientações dos órgãos de saúde. “Não está fácil, mas estamos trabalhando o plano de governo, que vamos apresentar em breve.”

A expectativa de Paulinho é que os pré-candidatos a vereadores da sigla consigam mais de 50 mil votos no pleito, garantindo, assim, três cadeiras na Câmara da capital. “A meta é fazer dois, podendo chegar a três.”

Internet

Para o Paulinho, hoje vereador, toda a pré-campanha será pela internet. Inclusive, a própria campanha ele também vê dessa forma, mas não somente.

“Será internet, televisão, rádio e carreata individual. Cada um no seu carro, de máscara. Não vai ter reunião pesada, caminhada e nem bandeira nos sinaleiros”, aponta as mudanças ao prever que não haja grande alteração no cenário da quarentena – independente do pleito ser em outubro ou dezembro.

Questionado sobre um nivelamento de condições, ele não acredita. Quem tiver estrutura maior na rede, mais alcance será beneficiado. Por isso a pré-campanha é agora, já tem que buscar na internet, passar ideias.”

Vice, Iris e mais

Paulinho afirma que o PDT não tem falado sobre vice-prefeito, no momento. Apesar disso, ele afirma que o PMN deve participar junto e tem conversado [sobre a eleição, não sobre vice]. Há ainda outro partido, mas ele preferiu não revelar.

Sobre o prefeito Iris Rezende (MDB), ele entende que o emedebista é pré-candidato. “Ele não fala, mas pelo comportamento dele”, avalia.

Por fim, pedetista aproveita o espaço para frisar que o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi, fez um compromisso de participar do processo eleitoral em Goiânia. Segundo ele, o dirigente estará presente durante a campanha.