Do Mais Goiás

Metade dos empresários do Simples Nacional está com pendências, em Goiás

De acordo com a Secretaria da Economia, 6 mil empresas goianas se enquadram no sistema. Quem não se regularizar será excluído a partir de 1º de janeiro

Metade dos empresários do Simples Nacional não procuraram regularizar suas pendências
Metade dos empresários do Simples Nacional não procuraram regularizar suas pendências

Menos da metade dos 6 mil empresários goianos enquadrados no Simples Nacional procurou a Secretaria da Economia de Goiás para regularização. Nesta quinta-feira (26), a pasta publicou uma nota solicitando que os contribuintes que ainda não acertaram as pendências o façam o mais rápido possível. O prazo se encerra no dia 1º de janeiro e quem não se regularizar terá o cadastro bloqueado para 2020.

“O contribuinte não terá mais o período de dezembro para agendar e verificar pendências, a opção será direta em janeiro”, afirmou a coordenadora do Simples Nacional na Secretaria da Economia, Lorena Teixeira Novaes. “A não regularização gera a exclusão automática”, concluiu.

Para regularizar a situação o empresário pode fazer o parcelamento ou pagamento à vista. É necessário procurar uma das 12 Delegacias Regionais de Fiscalização em Goiânia ou no interior. Também é possível fazer o procedimento pela internet, desde que tenha a certificação digital.

Para fazer o procedimento online, basta acessar o site da Secretaria da Economia. Depois disso, o empresário deve clicar em ‘Simples Nacional’ e estarão disponíveis as opções de parcelamento ou pagamento à vista.

O que é o Simples Nacional

De acordo com a Receita Federal, o Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.  Para participar é preciso que a empresa se enquadre na definição de microempresa ou de empresa de pequeno porte.

Para mais informações a respeito do ingresso no Simples nacional, clique aqui.