Vacinação

Meta é imunizar 100% do rebanho contra a aftosa

Após vacinar o rebanho, o produtor deve encaminhar o relatório à Agrodefesa.




Na primeira etapa de 2015 da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa, lançada nesta quinta-feira, devem ser imunizados em torno de 21,6 milhões de bovinos e bubalinos. Há 20 anos Goiás está sem foco da doença e há 15 anos tem a certificação de Zona Livre com Vacinação. Neste ano, a campanha contra a aftosa, coordenada pela Agrodefesa durante o mês de maio, inclui a imunização do rebanho contra a raiva bovina em 116 municípios em que há presença de morcegos transmissores.

Após vacinar o rebanho, o produtor deve encaminhar o relatório à Agrodefesa. Esse relatório pode ser preenchido no próprio endereço eletrônico da Agrodefesa. Nos casos em que o produtor não imunizar, os fiscais da Agrodefesa vão a campo para executar a vacinação assistida.

Durante as campanhas contra a aftosa, Goiás tem alcançado cerca de 99% da meta, no entanto, esse índice alcança 100% nos dias subsequentes, em função da ação de fiscalização da Agrodefesa. No mês de novembro, a Campanha Contra a Febre Aftosa é reforçada nos animais com menos de dois anos, alcançando cerca de 4 milhões de bovinos e bubalinos.

Endereço
O lançamento da Campanha de Vacinação aconteceu nesta quinta-feira (30/04) na Fazenda Ipueiras, do produtor José Emílio França Sabath. A propriedade fica na GO-112, saída para Simolândia, no município de Posse, Região Nordeste de Goiás.

O Governo de Goiás firmou um termo de cooperação técnica com o Fundo de Defesa da Pecuária de Corte (Fundepec) para ampliar o alcance da ação, cuja expectativa é vacinar 100% do rebanho. No mesmo evento, também foi lançado o programa Gleba Legal, de regularização fundiária.