Eleições 2018

Mesária é presa em Goiânia por espalhar Fake News durante votação

A mulher divulgou no whatsapp um áudio denunciando suposta troca na forma de apuração dos votos. TRE desmentiu as informações e a mesária foi detida

Cidades

Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 28/10/2018 às 19:31:10

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Uma mesária da Escola Estadual Agripina Teixeira Magalhães, localizada no Setor Urias Magalhães, foi presa neste domingo (28), ao divulgar um áudio disseminando fake news. A mulher cita até o juiz eleitoral nas informações falsas, onde “denuncia” a veracidade da apuração dos votos, falando que o modo de entrega das mídias foi trocado.

O Secretário de Tecnologia da Informação do TRE-GO, Dory Gonzaga declarou que “o sistema de divulgação parou de funcionar na hora da divulgação dos resultados, por isso fizemos a troca da empresa para garantir a divulgação sem atraso”.

Marcos da Costa Ferreira, Juiz Presidente da Comissão de Segurança, ressaltou que o combate às fake news nesse segundo turno contribui para um dia de votação mais calmo e comentou sobre o caso da mesária.

“No áudio ela fala que estava comprovado uma fraude, pois teriam mudado o sistema de transmissão de dados das seções eleitorais para a Justiça Eleitoral, o que é uma inverdade”.

O Presidente expôs que a mesária foi advertida e mesmo assim continuou com essa prática. “O juiz eleitoral esteve na seção, a destituiu da função e deu voz de prisão pela prática de fake news“. A mulher responderá o processo criminal e o inquérito será feito pela Polícia Federal.