Francisco Costa
Do Mais Goiás

Menor foi testemunha-chave do assassinato de Danilo, diz polícia

Jovem de 13 anos fugiu para o Tocantins por medo de ser morto

O menino Danilo de Souza Silva, que foi encontrado morto em uma mata, será sepultado nesta quarta-feira (29), no Cemitério Vale da Paz, em Goiânia. (Foto: reprodução)

A Polícia Civil, em coletiva de imprensa que aconteceu na tarde desta sexta-feira (31), disse que um menor foi testemunha-chave do assassinato de Danilo Sousa da Silva. O jovem de 13 anos viu a vítima entrar com os suspeitos no matagal.

Esta testemunha, segundo a polícia, fugiu para o Tocantins no dia em que encontraram o corpo. O delegado responsável por conduzir a investigação Rilmo Braga, disse ainda que o menor teve medo de ser morto.

Os suspeitos Reginaldo Lima Santos, padrasto do menino, e Hian Alves de Oliveira, serão acusados de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Eles já têm passagem pela polícia por violência. Hian confessou ter participado do crime e disse que Reginaldo prometeu uma moto pela ajuda dele.

Reginaldo teria assassinado Danilo por não suportar a convivência com o menor. Ele negou o envolvimento.

A polícia descartou a conotação sexual no crime.

Testemunha diz que padrasto violentou Danilo; vídeo

“Sou inocente, foi armação”, diz padrasto suspeito de matar Danilo; vídeo

Polícia descarta co-participação da mãe na morte de Danilo

Suspeito de matar Danilo prometeu moto para co-autor do crime

Suspeitos do assassinato de Danilo já tinham passagem pela polícia